Reportar erro
Polêmica

Gabriela Prioli defende Nise Yamaguchi e é criticada na web

Jornalista apontou machismo de alguns senadores contra a doutora

Gabriela Prioli defendeu Nise Yamaguchi e foi criticada na web
Gabriela Prioli defendeu Nise Yamaguchi - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 04/06/2021 às 15:45:00

Gabriela Prioli tem sido alvo de críticas nesta sexta-feira (4) por um grupo de internautas por conta do seu posicionamento contra a maneira que os senadores abordaram a médica Nise Yamaguchi na CPI da Covid. A apresentadora da CNN Brasil criticou a ação da doutora, mas apontou comportamento machista por parte dos parlamentares no depoimento dela.

“A gente pode discordar quanto a qualidade da atuação da doutora Nise Yamaguchi. Eu, particularmente, acho que a atuação dela, nos últimos tempos, foi péssima e irresponsável”, afirmou Prioli sobre o desempenho da médica durante a pandemia no vídeo que tem circulado nas redes sociais.

Apesar de discordar da ação de Nise sobre os conselhos que deu para o Governo Federal em relação ao método de lidar com a pandemia no Brasil, Gabriela deixou claro que houve excesso por parte dos senadores. Na visão dela, eles tentaram se impor de forma desproporcional.

“Mas a gente não pode desconsiderar da posição dela, no aconselhamento ao Governo Federal, mesmo uma posição negacionista, é uma posição de força e muita gente não tá acostumado a ver mulheres em um posicionamento de força e se sente mais a vontade para se impor em relação à essas mulheres”, acrescentou ela.

Nise Yamaguchi foi ouvida na CPI do Senado como convidada. A oncologista e imunologista é defensora do chamado "tratamento precoce" para a Covid-19, que não tem comprovação científica.

Confira a repercussão:

Gabriela Prioli não foi a única

Não foi apenas Gabriela Prioli que apontou um suposto machismo por parte dos senadores durante a CPI da Covid. Juliana Paes também se manifestou nas redes sociais e lamentou o comportamento dos parlamentares.

“Show de horror e boçalidades na #CPIdaCovid. Certa ou errada... Não importa! Intimidação, coação... Fala interrompida... Mulher merece respeito em qualquer ambiente”, escreveu Juliana nos Stories. Ela ainda colocou uma foto de Nise durante o depoimento na comissão e usou uma hashtag com o nome da médica.

Rapidamente, a publicação de Juliana passou a repercutir em outra rede social, no Twitter, onde seu nome ficou entre os assuntos mais comentados. “A Juliana Paes tá acompanhando a CPI sempre ou só resolveu se meter aleatoriamente agora?”, disse uma internauta em referência a outros momentos em que senadores foram acusados de machismo com suas colegas parlamentares, mas a atriz não se posicionou. "Seletividade", concordou outro.



Mais Notícias
Outros Famosos