Reportar erro
Lamentou

Anitta detona por Bolsonaro ignorar vacina: "Morte de Paulo Gustavo não foi acaso"

Cantora ficou irritada com o comportamento do governo

Anitta abraçada com Paulo Gustavo (à esquerda) e Bolsonaro discursando (à direita) em foto montagem
Anitta desabafou sobre a falta de vacinas - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 13/05/2021 às 17:12:00

A revelação de que o presidente Jair Bolsonaro não comprou doses da vacina Pfizer em agosto do ano passado gerou revolta de muita gente, inclusive na cantora Anitta. Nesta quinta-feira (13), através do seu perfil do Twitter, a funkeira lamentou a não aquisição do imunizante e chegou a citar a morte de Paulo Gustavo.

“Milhões de vacinas recusadas. A morte do Paulo Gustavo e de vários outros brasileiros não foi um acaso. Tinha prevenção e foi rejeitada. Meu Deus, meu Deus”, publicou a artista. A postagem feita por ela contou com milhares de curtidas e compartilhamento na rede social.

O gerente-geral da farmacêutica Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, foi chamado para depor na CPI da Covid e confirmou que Bolsonaro rejeitou três ofertas de 70 milhões de doses da vacina Pfizer/BioNTech. As primeiras doses estavam previstas para serem entregues em dezembro do ano passado.

Murilo ainda relatou que, em novembro, o governo brasileiro declarou que o contrato só poderia ser fechado depois que o imunizante fosse aprovado pela Anvisa, por isso novas ofertas só ocorreram em fevereiro de 2021. Ele destacou que outros países fizeram as compras antes da aprovação das agências regulatórias.

Anitta não foi a única a criticar

Anitta não foi a única que se manifestou revoltada com a não compra de doses da Pfizer pelo governo brasileiro. Ana Maria Braga também usou as redes sociais e declarou que muitas vidas poderiam ter sido salvas, caso essas doses tivessem sido adquiridas em agosto de 2020.

“Quantos de nós não poderiam estar aqui hoje se as 18 milhões de vacinas contra Covid-19 não estivessem sido recusadas?”, publicou a apresentadora do Mais Você. A postagem também conquistou milhares de compartilhamentos nas redes sociais.

CPI da Covid-19

A CPI da Covid-19, também intitulada de CPI da Pandemia ou CPI do Coronavírus, é uma comissão parlamentar de inquérito que está sendo realizada pelo Poder Legislativo Federal. O objetivo é investigar supostas irregularidades nos gastos do Governo Federal e omissões em relação à doença.

Bolsonaro foi muito criticado por especialistas no seu jeito de lidar com a pandemia. Um dos pontos que será analisado pela comissão é a compra de cloroquina para tratar do coronavírus, sendo que o medicamento é considerado ineficaz no tratamento a doença.



Mais Notícias
Outros Famosos