Reportar erro
Luto

Famosos lamentam morte de Irmão Lázaro, vítima da Covid-19

Nomes da música gospel, como Aline Barros, Cassiane e Regis Danese, prestaram homenagem ao colega

Irmão Lázaro morre aos 54 anos, vítima da Covid-19
Vereador em Salvador e ex-integrante do Olodum, Irmão Lázaro tinha 54 anos - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 20/03/2021 às 14:55:00

O cantor gospel Irmão Lázaro, vereador de Salvador e ex-integrante do Olodum, morreu na noite de sexta-feira (19), aos 54 anos, vítima de complicações da Covid-19. Ele estava internado há quase um mês na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em um hospital de Feira de Santana. Neste sábado (20), colegas e fãs prestaram diversas homenagens nas redes sociais.

Xanddy, do grupo Harmonia do Samba, compartilhou um vídeo ao lado do amigo. "Que triste tudo isso, gente! Só essa semana foram várias perdas, algumas de pessoas tão próximas, a exemplo do nosso querido Irmão Lázaro. Que Deus possa consolar e dar forças a todos os familiares e amigos que tem perdido seus entes queridos e também aos que estão com familiares internados travando essa batalha", escreveu o baiano.

Ao fim da mensagem, ele pediu que os seguidores respeitassem a quarentena e tomassem as medidas contra a proliferação do coronavírus. Já a pastora e cantora gospel Cassiane, que também lembrou do colega, usou o verso "Ainda bem que eu vou morar no céu", de uma canção do artista, para homenageá-lo.

"Que notícia triste... O Irmão Lázaro se foi... Não fomos feitos para a separação! Mas, a alegria de um Cristão é saber que foi pra glória... Foi estar com o Senhor! A vontade de Deus foi levá-lo para si! Oro neste momento para que o Consolo do Espírito Santo venha sobre toda a família e amigos nesse momento de dor!", escreveu Cassiane.

Aline Barros, Regis Danese e outras também prestaram homenagens a Irmão Lázaro

Segundo informações divulgadas pela família de Irmão Lázaro, ele tinha sido diagnosticado com o novo coronavírus no dia 15 de fevereiro e fazia o tratamento em casa. Contudo, uma semana depois, sentiu desconforto e febre, por isso decidiu procurar um médico para poder saber como deveria se cuidar.

Quando chegou ao hospital, fez exames e ficou constatado que metade dos seus pulmões estava comprometido. Os médicos decidiram deixá-lo internado em um leito clínico. Três dias depois, o cantor precisou ser transferido para a UTI. O seu último boletim médico apontava que seu quadro clínico era muito delicado.

A morte do cantor e político também foi lamentada por Aline Barros, Regis Danese, André Valadão, entre outros nomes da música gospel. Confira as publicações:

Mais Notícias
Outros Famosos