Reportar erro
Polêmica

Famosos se revoltam com gasto de R$ 15 milhões do governo Bolsonaro com leite condensado

Artistas usaram as redes sociais para protestar

Bolsonaro em coletiva de imprensa
Jair Bolsonaro está sendo criticado - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 26/01/2021 às 14:39:00

Nessa terça-feira (26), surgiu a informação de  que o Governo Bolsonaro gastou mais de R$ 15 milhões com leite condensado, fato que gerou revolta em alguns famosos. Bruno Gagliasso associou o peso do presidente com o uso do alimento e ironizou a defesa do político em relação a cloroquina. Já Felipe Neto destrinchou aos seus seguidores outros tipos de gastos do governante com produtos de alimentação, como biscoito e batata frita embalada.

“14M em achocolatado. 15M em azeite. 16M em batata frita embalada. 13M em barra de cereal. 50 MILHÕES EM BISCOITO. 49M em temperos. 1.8M em geleia de mocotó. 15M em leite condensado. 5M em uva passa. Esperando Alexandre Garcia falar que essa receita cura Covid”, disparou o youtuber.

Bruno Gagliasso foi um dos primeiros famosos a se manifestar e aproveitou também para criticar o uso da cloroquina para combater o novo coronavírus. “15 milhões em leite condensado. E a gente achando q a cara de bolacha era a cloroquina”, publicou o ator.

Marcelo D2 também não ficou calado e criticou os eleitores de Bolsonaro, afirmando que os gastos excessivos continuam acontecendo na esfera federal. “15 milhões em leite condensado... Acabou a mamata seus otários?”, indagou o cantor.

Antigo apoiador do presidente, Danilo Gentili tem feito forte oposição nas redes sociais contra o chefe do poder executivo. Ele compartilhou a informação do gasto com leite condensado e ironizou o fato do governante ter economizado o uso do aquecedor. “Pelo menos ele desligou o aquecedor da piscina”, brincou.

Confira a repercussão:

Bolsonaro e o gasto com alimentos

De acordo com informações do portal Metrópoles, com base do Painel de Compras atualizado pelo Ministério da Economia, o Governo Bolsonaro gastou R$ 1,8 bilhão em alimentos em 2020, representando um aumento de 20% em relação a 2019.

A reportagem fez uma lista dos principais gastos e o que mais chamou a atenção foi o pagamento de R$ 15 milhões com a compra de leite condensado. O governo também pagou R$ 16 milhões por batata frita embalada e R$ 14 milhões em achocolatado.



Mais Notícias
Outros Famosos