Confusão

Henri Castelli fala pela primeira vez sobre agressão e relata: "Mandíbula pendurada"

Ator usou as redes sociais para contar como foi briga em Alagoas

 Henri Castelli fala pela primeira vez sobre agressão e relata: "Mandíbula pendurada"
Henri Castelli no hospital. Foto: Reprodução

Redação NT

Publicado em 12/01 às 12:37:00

Quase duas semanas após a confusão em que Henri Castelli esteve envolvido, durante sua passagem por Alagoas nas festas de final de ano, o ator usou as redes sociais nesta segunda-feira (11) para dar sua versão sobre o ocorrido. Nos vídeos publicados via stories no Instagram, Henri confirmou sobre a pancadaria em que foi suposta vítima e contou detalhes sobre o ocorrido.

continua depois da publicidade

"O que aconteceu foi que eu estava com alguns amigos, e do nada eu fui puxado pelo pescoço, jogado no chão e fui agredido. Fui vítima de socos e chutes que levaram a uma fratura exposta na minha mandíbula", começou Henri.

"A impressão que eu tinha é que minha mandíbula estava pendurada naquele momento. Liguei para minha dentista e ela me orientou a procurar o hospital mais próximo", afirmou o intérprete do Cassiano, protagonista de Flor do Caribe, atual novela das seis em reprise na Globo.

continua depois da publicidade

À época da confusão, Henri havia afirmado para a imprensa que deu entrada no hospital depois de um acidente na academia, afirmação falsa que foi criada pelo ator para não preocupar sua mãe, segundo ele mesmo revela nos vídeos no Instagram. O motivo da briga ainda continua um mistério.

Agressores de Henri Castelli seriam políticos de Alagoas

Em entrevista ao G1, o advogado de Henri, Marcelo Marcochi, disse que há testemunhas no caso. "Ele registrou Boletim de Ocorrência na delegacia em Maceió e os suspeitos já foram identificados. Ele sofreu uma lesão corporal grave. O Henri foi agredido por trás e não viu quem o agrediu. Um amigo que conseguiu apartar. Foi ele que reconheceu os agressores e três pessoas foram identificadas", disse o advogado.

continua depois da publicidade

A página no Instagram Vemebuscarhebe, publicou suposto boletim de ocorrência em que, segundo consta no documento, os agressores são filhos de um ex-governador e que estavam acompanhados por políticos da região.