Thiago Forato
Reportar erro
Enfoque NT

Por que Um Lugar ao Sol não será a nova Babilônia na Globo

Babilônia foi destruída com intervenções na emissora, mas o mesmo não pode ocorrer com Um Lugar ao Sol

Gloria Pires em Babilônia e Cauã Reymond em Um Lugar ao Sol
Babilônia detém o título de pior audiência da Globo na faixa das 21h - Foto: Reprodução/TV Globo
Thiago Forato

Publicado em 26/11/2021 às 05:37:00

Há quase três semanas no ar, Um Lugar ao Sol foi duramente castigada pela inconstância na programação da Globo. A audiência não decola e a novela de Lícia Manzo, infelizmente, caminha para quebrar um recorde indigesto: o de ter a pior audiência da história na faixa das 21h. Até o momento, a média geral é de 22,2 no Ibope da Grande São Paulo. Apesar disso, a trama não corre risco de virar uma nova Babilônia (2015).

Há seis anos, Babilônia fazia história e foi o maior mico no quinquagenário da emissora. A obra escrita por Gilberto Braga (1945-2021), Ricardo Linhares e João Ximenes Braga prometia ser uma trama pouco convencional e com doses de realismo, mas acabou terminando completamente descaracterizada em virtude da baixa audiência, algo que um dos autores, inclusive, reconheceu após a morte de Braga.

"O fracasso artístico e de audiência de Babilônia não pode ser atribuído a Gilberto e sim à intervenção mal intencionada que destruiu completamente a espinha dorsal da novela", defendeu Ximenes há quase um mês.

Babilônia esteve muito bem artisticamente falando nos primeiros capítulos. A promessa era que a história deslanchasse, mas não foi isso que aconteceu. Ganhou contornos irreconhecíveis daquilo que prometia. Há quem diga que o beijo entre Nathália Timberg e Fernanda Montenegro tenha causado repulsa no público logo no primeiro capítulo, afastando de vez o telespectador. Honestamente, duvido que isso se sustente em uma história contada por meses a fio.

A novela foi se deformando ao passo que a audiência caía pelas tabelas. Ao que parece, os próprios autores perderam o controle do que estava sendo levado ao ar. Isso só aconteceu porque a frente de capítulos era baixa e vivíamos em um mundo muito antes da pandemia acontecer.

Apesar de baixa audiência, Um Lugar ao Sol está a salvo de interferências

Por que Um Lugar ao Sol não será a nova Babilônia na Globo

Um Lugar ao Sol não teve nada chocante no primeiro capítulo que pudesse, talvez (eu disse talvez), justificar a reprovação do público. A trama de Lícia Manzo enfrenta um outro contexto, depois de consecutivas reprises às 21h, bagunça nos horários e etc. A obra é excelente e no que tange a isso, não há a menor dúvida que ela é superior que praticamente todas as antecessoras recentes.

Fazer uma novela dar certo não é receita de bolo. Apesar de Um Lugar ao Sol contar uma boa história, isso não é garantia de absolutamente nada. A ótima notícia é que ela não sofrerá do mesmo mal de Babilônia. E como?

Um Lugar ao Sol terá 107 capítulos. Isso já foi definido há muito tempo e a obra está totalmente finalizada. Felizmente, no caso. Poderia ser extremamente perigoso caso a novela ainda estivesse sendo gravada. Em meio aos baixos índices de audiência, não seria nenhuma surpresa caso sofresse intervenções mirabolantes como Babilônia sofreu.

Em outros tempos, Lícia Manzo poderia ter ficado de mãos atadas, exatamente como aconteceu há seis anos com novelistas mais experientes que ela, inclusive. E ao fim de tudo isso, ver sua obra destruída.

Ainda há esperança de Um Lugar ao Sol reagir. A Globo parece ter sabotado desde o início com uma divulgação tímida e tê-la colocado em um momento onde historicamente é mais complicado. As festas estão chegando e os números nas duas últimas semanas de 2021 prometem ser daqueles de fazer história.

Se a emissora realmente quiser salvá-la, a hora é agora. É relançá-la, levar o casting aos principais programas e investir em propaganda. Se ao fim de tudo Um Lugar ao Sol bater o recorde de Babilônia e for a novela menos vista do horário, como fatalmente deve acontecer, azar do público que perdeu o melhor folhetim da faixa em anos.


Thiago Forato é jornalista, assina a coluna Enfoque NT desde 2011, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Forato também é autor do blog https://parlandodepalmeiras.com.br. Converse com ele pelo e-mail thiagoforato@natelinha.com.br ou no Twitter, @tforatto



Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias