Enfoque NT

"Big Brother Brasil" precisa de chacoalhão se quiser mais longevidade

19 temporadas até então: qual o limite do "Big Brother Brasil"?

Tiago Leifert comanda o "Big Brother Brasil" - Reprodução/GloboPlay

Thiago Forato
i

Thiago Forato

Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há 14 anos e assina a coluna Enfoque NT há oito, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele:

thiagoforato@natelinha.com.br

Twitter: @tforatto

Publicado em 12/04/2019 às 11:19:05 Atualizado em 12/04/2019 às 11:34:48

A 19ª temporada do "Big Brother Brasil" termina nesta sexta-feira (12) sob o comando de Tiago Leifert na Globo e deixa só uma coisa. E não é saudade. É a lição de que formato precisa de um chacoalhão urgentemente para ter mais longevidade.

Com uma temporada chinfrim e sem a mesma repercussão das anteriores, aliado a uma audiência pífia, o "BBB", verdade seja dita, sofreu bastante pelo péssimo desempenho de "O Sétimo Guardião". Ter uma novela das 21h tão deficitária antecedendo o reality tira muito de seu poder de reação.

O acumulado do "BBB19" aponta que o reality está com apenas 19,9 pontos de média, a menor da história.

Houve outras edições que não foram tão memoráveis, mas o bom desempenho de uma novela é primordial. A próxima edição, por exemplo, em 2020, terá a história de Manuela Dias em cartaz, possivelmente herdando uma boa audiência de Walcyr Carrasco, dado o histórico do autor.

Com um elenco inoperante e apático, o "BBB19" mais pareceu um acampamento de escoteiros. A própria Globo jogou a toalha e coube apenas esperar seu término, sem grandes emoções. O grande momento, aliás, aconteceu nesta quinta-feira (11) com a expulsão de Hariany.

Paula, bastante controversa, deve ser a campeã. O que não é nada surpreendente já que o reality premiou Emilly Araújo há dois anos, em uma temporada que ficou marcada pelos destemperos e exageros, mas que foi exitosa.

All Stars

O que "A Fazenda" fez em sua nona edição em 2017 e algo que até o "MasterChef" fará no segundo semestre, passou da hora do "BBB" lançar mão de uma temporada recheada de ex-participantes, quase que em sua totalidade ao menos.

Garimpar os brothers mais queridos e odiados poderia garantir uma edição muito mais quente. Reunir alguns veteranos nas temporadas 10 e 13 foi só um aperitivo.

Claro que isso não é obrigatório, já que o "BBB" passa pela escolha acertada do elenco. O tiro seria mais certo em uma temporada "All Stars" ou até mesmo com famosos, em um "Big Brother VIP", mas isso já é bastante improvável.

Uma edição só com ex-participantes, apesar do desejo de muitos, não deve acontecer pelo menos por enquanto. O "BBB20" já abriu inscrições a quem quiser estar na casa mais vigiada do país no próximo verão.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!