TV Escola lançará reality para escolher melhor merendeira do país

Divulgação

Publicado em 08/04/2018 às 15:57:26

Por: Sandro Nascimento

Sendo uma de suas grandes apostas para 2018, a TV Escola iniciou as gravações, em diversas estados, do reality que pretende eleger a melhor merendeira do país.

A concepção do "Super Merendeira" partiu do "Concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar", promovida pelo Ministério da Educação através do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) e que em 2017 mobilizou mais de duas mil merendeiras.

Em conversa com a coluna, Claudio Jardim, diretor de produção da TV Escola, contou detalhes da nova atração: "a função dela é mostrar as receitas e como funciona o programa das merendeiras. Porque é um programa celular. É uma coisa que nasce do pequeno produtor regional, passa essa alimentação para escola, ela por sua vez é regional, ou seja, é uma alimentação desenvolvida na região. Percebemos algo muito forte na história das merendeiras porque elas são as 'tias', são as mulheres que cuidam das crianças nas escolas, muitos dessas escolas os alunos nem tem condição de comer em casa".

Com previsão de estreia no segundo semestre, Claudio revela que durante a competição, o reality irá humanizar os profissionais da cozinha das escolas e dará dicas de hábitos saudáveis de alimentação.

"Eu conversei com algumas delas e eu vi as experiências, que é uma coisa muito bacana, ainda mais na relação com os pais. Tinha alguns que chegava dizia: 'meu filho não come espinafre em casa e come aqui'. Então a merendeira respondia: 'ah! Mas você não faz isso, eu coloco alho cozido e não alho frito'. Ate às vezes o próprio pai chegava na escola e falava assim: 'poxa, eu entrei aqui e esse cheiro me lembrou a época que eu estudava e a única refeição que tinha era a merenda'. O prêmio ainda estamos definindo", diz o executivo, que assumiu o cargo na TV Escola em dezembro do ano passado.

Para marcar o início da nova gestão, o diretor encomendou uma pesquisa de mercado para definir a nova programação da emissora. "Com o resultado chegamos à conclusão que tínhamos que dividir a programação em três partes: a criança, o jovem adolescente e o adulto/professor. Depois começamos a nortear nossas ações em relação a essa pesquisa. Então produzimos cinco programas novos na grade e alguns outros projetos que estão para serem realizados", conta Claudio, que convidou a design Ruth Reis, parceira do Hans Donner na Globo, para alterar a logomarca do canal.

Para Claudio Jardim, o grande erro do início da educação pela televisão foi tentar reproduzir uma sala de aula. "Era muito chato. A única comodidade era que ela assistia em casa. Hoje em dia as técnicas de comunicação mudaram. A TV Escola quer ser multiplataforma. O que significa: passa na televisão, no computador, tablet e no celular. Queremos levar nosso conteúdo qualificado para o máximo de pessoas. Esse é o nosso grande projeto", finaliza.

Sandro Nascimento é jornalista formado. Especializou-se em produção de conteúdo audiovisual para a web e é responsável pela TV NaTelinha. Também assina colunas neste espaço e é correspondente da agência de notícias ZOOMINTV. Twitter: @SandroNascimm / E-mail: sandro@natelinha.com.br



publicidade

TAGS:

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade