Reportar erro
Colunas

Enfoque NT: Você já pensou na televisão sem Silvio Santos?

7ed94fa11d2d3a46f5b6df5eda855b73.jpg
Divulgação/SBT
Thiago Forato

Publicado em 15/10/2013 às 17:22:46

Ao menos uma vez, todo mundo já deve ter pensado: “Imagina o dia em que o Silvio Santos morrer” ou “E se ele se aposentasse?”.

A história de “pendurar o microfone” existe desde 1989, quando Silvio soube que tinha um problema na garganta. Na ocasião, Gugu tinha assinado contrato com a Globo e sequer estreou. O dono da TVS já o via como seu substituto, viajou até o Rio, conversou com Roberto Marinho e trouxe seu pupilo de volta.

Na última semana, a revista “Veja” publicou que Silvio pretende se aposentar até o final do próximo ano e Gugu ocuparia seu lugar na programação. Como o mundo dá voltas...

Único

Silvio Santos é uma daquelas pessoas que são insubstituíveis. Um carisma fora do comum, tema de várias teses, TCC’s, o riso fácil, os trejeitos, sua voz marcante, a gargalhada inconfundível e a dicção perfeita. O que torna essa personalidade tão admirada e imitada? O apresentador disse uma vez que acredita ser sua voz. E pode ser.

Sua história de vida, de camelô a dono de televisão, a exímia capacidade para vender e prender atenção. Ele consegue pegar um papel, como em seu programa dominical, e transformar aquilo num grande show.


O programa

É fato, o “Programa Silvio Santos” precisa se reciclar um pouco. Resgatar quadros do tempo de “Topa Tudo por Dinheiro” também seria interessante, como aquelas provas de palco.

Gugu no lugar do “PSS”

No início da carreira, é evidente que todos pensavam que o Gugu seria seu substituto natural. A “pegada” dos programas de Augusto Liberato era muito parecida com a do patrão, games, interação com o público, enfim. Com a guerra de audiência, principalmente no ápice dela aos domingos, Gugu optou por seguir uma linha mais assistencialista e acabou se distanciando bastante do que Silvio Santos faz. Ficou dramático demais...

Para ou não para?

Li uma entrevista do Silvio Santos em 2000 para a revista "Veja". Nela, ele já dizia que queria parar e não estava mais aguentando os ritmos das gravações e o quanto ele já se cansava mais rápido. 13 anos se passaram e ele se mantém por cinco horas semanalmente no ar. Particularmente, acho que só um problema de saúde o faria parar.

Que ele continue por muitos e muitos anos nos nossos domingos. E pra você, ainda é tradição ter Silvio Santos com macarronada?


A coluna Enfoque NT é diária! Confira todos os dias uma crítica diferente sobre o mundo da TV; relembre todas.


Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br - Twitter: @Forato_

Mais Notícias