Reportar erro
Colunas

Enfoque NT: Público infantil está cada vez mais esquecido na TV aberta

Semana da criança não conta com grandes atrações

15978e2564af7b0c9e71cef8c1126234.jpg
Reprodução
Thiago Forato

Publicado em 09/10/2013 às 17:22:38

Há algum tempo (e não faz muito), algumas televisões tratavam melhor o público infantil. A Globo, por exemplo, realizava especiais na “Sessão da Tarde” com a semana da criança e programava longas-metragens especialmente pra esse público.

Atualmente, a emissora carioca extinguiu 100% da sua programação infantil nas manhãs diárias, se restringindo apenas aos sábados com a “TV Globinho”. No próximo sábado (12), contudo, haverá uma edição especial do “Som Brasil” com músicas infantis.

O SBT já chegou a fazer “feriadões” especiais, também tinha uma semana diferenciada de filmes, principalmente no extinto “Cinema em Casa”, e hoje, embora exista muito investimento nessa área, na semana da criança não há nada substancialmente atrativo. Nenhum especial que chame atenção ou algo do gênero.

A Record, que já teve Eliana em suas tardes e manhãs e mais recentemente o Pica-Pau batendo ponto por todos os cantos da grade de programação, hoje já não faz grandes esforços pra fisgar esse público. Seu conteúdo é mais adulto e é mais concentrado na dramaturgia e jornalismo.

Em relação às demais emissoras, houve pequenos investimentos nesse nicho, que hoje está tão à mercê.

Criança hoje, adulto amanhã

Investir nesse segmento é importante. Esquecê-lo, um erro. Ter uma programação que consiga agregar todos os públicos, inclusive o infantil, é fundamental. É fidelizar. Coisa que o SBT faz muito bem. O grande erro é não conseguir montar uma programação para adultos tão atrativa como para crianças. Sem esquecer, é claro, do absoluto marasmo que tomou conta do “Bom Dia & Cia”, principal infantil da casa. Mas, isso vem de uns tempos pra cá e ainda pode ser corrigido.

Conteúdo não falta

Enquanto o SBT se apoia no seu material da Warner Bros, a Globo tem a sua disposição o rico acervo da Disney. Mas não o utiliza. O que é uma pena.

 

Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br - Twitter: @Forato_
 

Mais Notícias