Reportar
erro
Exclusivo

Nego Di revela porque desistiu do "Zap" do BBB21 e aconselha novo brothers

Ex-BBB está lançando um podcast sobre empreendedorismo


Nego Di sorrindo segurando o robô do BBB
Nego Di deixou o grupo de WhatsApp do BBB21 - Foto: Globo/Divulgação
Por Ana Cora Lima

Publicado em 21/01/2022 às 06:20:25

Nego Di não tem mágoas e vergonha de ter participado e saído praticamente odiado do BBB21, mas, segundo ele, deixou esse episódio da sua vida no passado. Tanto que não faz mais parte do grupo de mensagens do reality da Globo. O ex-Big Brother Brasil conta que na época do pré-confinamento só acreditou que iria participar do programa quando conversou com Boninho, diretor da atração.

“Eu não acreditava que estava acontecendo e ao mesmo tempo, eu pensava 'Nossa! Quando a minha família, meus amigos e a galera que me acompanhava souberem, o que vão pensar?' (risos). Isso que eu pensava. A ficha começou a cair quando o Boninho entrou no quarto do hotel para falar e aí eu vi que não era uma armação”, explica em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

O BBB22 mal começou e o humorista gaúcho tem uma palavra-chave que daria como conselho para um participante do camarote e também do pipoca: cautela. Nego Di também avisa evitar conflitos: “O tempo todo lá e o próprio jogo criam dinâmicas para causar conflitos e mal-estar”.

Confira a entrevista exclusiva de Nego Di sobre o BBB

O ano de 2021 foi um ano de muitas reviravoltas em todos os sentidos na sua vida. Para o bem e o para mal. Foi um ano louco? De provações?

Nego Di - Foi um ano bem louco. Muitas provações e quando eu fui fazer uma retrospectiva do ano para postar um vídeo, eu vi e senti que parecia ter sido um período de cinco anos. Foi também um ano de muita evolução e aprendizado e não me arrependo de nada. Não me arrependo de nenhum desafio que encarei, nenhum posicionamento, nenhuma atitude. Eu acho que tudo que acontece nada vida da gente é para acontecer mesmo e tudo vem para que a gente possa evoluir.

Há um ano, você estava confinado para entrar no BBB? O que lembra e o que passava na sua cabeça nesse período de pré-confinamento?

Nego Di - Passava na minha cabeça muita coisa. A primeira que não era verdade (risos), que era uma pegadinha ou uma armação de amigos. Eu não acreditava que estava acontecendo e ao mesmo tempo, eu pensava 'nossa! Quando a minha família, meus amigos e a galera que me acompanhava souberem, o que vão pensar?' (risos). Isso que eu pensava. A ficha começou a cair quando o Boninho entrou no quarto do hotel para falar e aí eu vi que não era uma armação.

O que você diria para um participante do camarote prestes a entrar na casa?

Nego Di - Olha, eu diria para a pessoa ter muita cautela  com os posicionamentos, evitar assuntos emblemáticos e polêmicos que possam dividir muito as opiniões. O tempo todo lá e o próprio jogo criam dinâmicas para causar conflitos e mal-estar. Não é preciso fazer o trabalho sujo do jogo, sabe? Criar situações e temáticas. Eu acho que a galera peca por querer se promover, se posicionar e até as pessoas são capazes de criar personagens. As pessoas pecam pelo excesso e acabam escorregando nas infinitas cascas de bananas. Então, eu digo que é preciso cautela.

Alguma mágoa? Como anda a sua relação com os outros participantes e a direção do programa depois de tantas criticas?

Nego Di - Não tenho mágoa nenhuma. Na verdade, eu não tenho relação nenhuma. Tinha um grupo com os participantes da minha edição e depois de um tempo, eu saí. A galera ficou ali com uns assuntos superficiais e eu mesmo não desenvolvi uma grande amizade lá dentro a ponto de ter essa necessidade do contato e do convívio. Existem pessoas que eu tenho um grande carinho e sei que a recíproca é verdadeira e eu converso no privado. Mas, não é algo que eu posso considerar como uma grande amizade com as aquelas que eu já tinha aqui fora. Tem também a questão da correria de cada um, da questão geográfica mesmo e contribuem para que a gente não tenha tanto contato assim. Em relação à produção do programa já passou. Teve um tempo, mas já passou. Na verdade, eu nem penso nisso.

E como anda seu projeto musical?

Nego Di - O meu projeto musical está sempre no segundo plano. Ele acaba andando paralelo ao humor e eu acabo não dando muita prioridade como eu gostaria. Queria e quero dar uma atenção maior neste ano nesse meu lado da música, que eu gosto muito. Vamos ver os próximos capítulos

E podcast Empren Di? Qual o diferencial do seu podcast?

Nego Di - Eu criei um produto, onde eu quero  conversar sobre diversos assuntos com personalidades conhecidas, artistas, influenciadores, pessoas de marketing digital. É mais para o lado do business, dos negócios e eu quero entender esse universo. Quero entender com essas pessoas e tudo de uma forma leve, nada engessado e tipo conversa de bar. Quero pessoas para compartilhar experiências de vida, ideias de negócios e incentivar as pessoas a debater, conhecer.

Você também esta bem fisicamente e isso te deixou mais seguro com relação ao espelho?

Nego Di - Eu acho que a pessoa que diz que é feliz não estando bem fisicamente, está mentindo. Estou buscando um conforto  e mentindo para ela mesma. Acho que todo mundo gosta de colocar uma roupa e se sentir bem, se sentir bonito e também ter disposição física. Qualquer pessoa gosta de se sentir saudável. O meu processo de emagrecimento começou por uma questão de saúde, eu não estava bem, mas acabou refletindo na questão estética. Hoje, e me cuido para me manter bem. Eu acho importante a pessoa estar com a autoestima elevada.

 

Mais Notícias