Sucessão

Silvio Santos faz com Patrícia o mesmo que fez com Gugu nos anos 90

Dono do SBT engata "passada de bastão" sem alarde


Patrícia Abravanel e Silvio Santos sorrindo em foto montagem com Gugu falando
Gugu Liberato foi apontado como sucessor de Silvio Santos; dono do SBT passa o bastão para a filha - Foto: Divulgação/SBT/Record TV

Retirando seu time de campo lentamente, Silvio Santos virou convidado de luxo do seu próprio programa. Sem gravar há mais de um mês, vai passando o bastão do seu dominical sem fazer alarde para a filha número quatro, Patrícia Abravanel. O Homem do Baú, dessa forma, vai fazendo aquilo que queria já nos anos 90, mas com Gugu Liberato (1959-2019).

Na plataforma SBT Vídeos, onde a emissora disponibiliza parte do seu acervo atual e antigo, a foto principal do Programa Silvio Santos já exibe uma imagem do comunicador ao lado de Patrícia, sinalizando e até oficializando de vez que ela divide o palco com o pai, ou vice-versa.

No alto dos seus 91 anos de idade, Silvio não se imaginava nem com 60 comandando programas. Introduziu seu pupilo, Gugu, aos domingos, em 1988, depois de tirá-lo da Globo. "Nessa temporada de 88 eu vou fazer cinco horas e o Gugu quatro. Na temporada de 89, eu faço 59 anos, eu faço três e o Gugu seis. Na temporada de 90 eu faço 60 anos, e faço uma hora, uma hora e meia do Baú e o Gugu faz o restante. Em 91, quando eu completar 61 anos, eu vou fazer o Miss Brasil, Troféu Imprensa e alguns shows para satisfazer a minha vaidade de homem de televisão", avisava ele em um Show de Calouros histórico, há 34 anos.

A história, no entanto, foi bem diferente. Silvio não saiu do vídeo nem passou a comandar somente especiais como imaginou, mas de fato, chegou a dar cinco horas para Gugu Liberato aos domingos. A situação só mudou realmente com a chegada da pandemia da Covid-19. Com a crise sanitária, sua presença se tornou raridade e ainda que ensaiasse algumas voltas, jamais conseguiu retomar a rotina de gravações que mantinha até 2019.

Patrícia Abravanel virou sucessora natural de Silvio Santos no SBT

Silvio Santos faz com Patrícia o mesmo que fez com Gugu nos anos 90

Com a transferência de Gugu para a Record em 2009, Silvio, que já havia retornado definitivamente aos domingos com cinco horas de duração, se consolidou ainda mais como um pilar importante da programação. Às vésperas de completar 80 anos, o Homem do Baú comandava novamente o horário nobre aos domingos fazendo o que sempre fez: distribuindo prêmios, exibindo pegadinhas, fazendo gincanas e realizando sonhos.

Campeão de faturamento e audiência, o Programa Silvio Santos resgatava sua essência e caminhava para uma trajetória que perduraria por mais de uma década. Sem apresentar graves problemas de saúde, Silvio manteve sua rotina nas dependências do CDT (Centro de Televisão) aliado à tomadas de decisões importantes dentro da emissora. Isso, ele continua fazendo.

Mas, com o início da pandemia, teve que tirar seu time de campo. Fazendo parte do grupo de risco, se ausentou como toda a televisão e só retornou cerca de um ano e meio depois de pisar no palco pela última vez. Mesmo vacinado, contraiu o vírus que matou mais de 680 mil pessoas no Brasil e se viu hospitalizado após tentar ensaiar uma volta.

O Programa Silvio Santos, que optou por reapresentar clássicos durante a pandemia, se viu sem saída com a vertiginosa queda de audiência e ausência do seu comandante. Patrícia Abravanel foi escalada pela primeira vez para apresentar a atração em setembro de 2021, e está há praticamente um ano na função.

Silvio Santos virou raridade no comando do seu programa

imagem-texto

Com a filha dando conta do recado e mantendo uma respeitável audiência, Silvio não viu problema em continuar levando as coisas no ritmo que quis. Como não há dependência da sua figura no ar, grava quando dá - ou quando surge a vontade -, seja para satisfazer seu "ego como animador" como disse no Show de Calouros em 1988 ou porque de fato enxerga que esse ainda é um combustível importante para sua existência.

O último Programa Silvio Santos com o "titular" aconteceu em 26 de junho. Ao longo desse mês, o dominical teve estreia do novo cenário que o próprio Silvio ainda não conheceu de perto.

No Ibope, a média é de 7,4 pontos na Grande SP em julho. O recorde em 2022 aconteceu em 1º de maio, em uma das voltas de Silvio Santos aos palcos nesse período pandêmico: deu 8,7. Na última edição com ele, deu 7,6, nada muito diferente de quando a filha número quatro "toca o barco".

Para as próximas semanas, ninguém sabe quando Silvio resolverá gravar. E se voltará. Isso, como sempre, continua sendo um ponto de interrogação e que pode mudar a qualquer hora, mas a transição do empresário no vídeo nunca ganhou tanto corpo como agora.

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias