Ao vivo

Felipeh Campos diz que é do Candomblé e nega racismo com Paulo André: "Sempre convivi"

O jornalista falou sobre o assunto durante o A Tarde É Sua desta terça-feira (3)


Montagem de fotos de Felipeh Campos e Paulo André Camilo
Felipeh Campos comentou as acusações que recebeu de internautas - Reprodução
Por Redação NT

Publicado em 03/05/2022 às 16:41:00,
atualizado em 03/05/2022 às 17:06:12

Após ser acusado de racismo ao zombar do cabelo de Paulo André Camilo e citar cadarços de tênis ao falar das tranças do ex-BBB, Felipeh Campos se pronunciou e negou que tenha sido preconceituoso durante o A Tarde É Sua desta terça-feira (3). "Eu quero aproveitar o espaço porque ontem eu, durante a nota do Paulo André, eu disse que não gostei do cabelo do Paulo André. E a internet, a web, me acusando de racismo, dizendo que foi um ato racista. Gente, eu só vou dizer uma coisa pra vocês. Eu cheguei no candomblé aos oito anos de idade. Isso faz exatos 40 anos, é a minha religião até hoje", começou ele.

"Se vocês não sabem, o Camdomblé é de tudo, de tudo, uma religião afrodescendente. Ou seja, em toda a minha infância, toda a minha adolescência, eu sempre convivi com homens, com mulheres pretas, enfim. Nunca tive problema com xenofobia, com homofobia, seja lá o que for, com qualquer tipo de minoria. Não cola esse tipo de assunto, acho que não é pra mim essas histórias", disse.

Para finalizar, o colega de bancada de Sonia Abrão afirmou que preferia o estilo que o atleta exibia antes. "Deixei muito claro aqui ontem que eu gostei do cabelo black, como ele vinha no Big Brother Brasil. Deixei isso muito claro. Eu jamais iria ter um ato racista ou fazer algo do gênero, nunca, nunca, nunca. Eu não gostei e acho que cabe a mim não gostar, como tem muita gente que não gosta do meu cabelo, não gosta de mim, e isso é normal. Então, eu jamais iria ter um ato racista como estão tentando carimbar nas minhas costas, tentando realmente fazer isso porque eu não gostei do cabelo que ele usou. E tá tudo certo", completou.

Felipeh Campos zomba do cabelo de Paulo André e é acusado de racismo na web

Felipeh Campos diz que é do Candomblé e nega racismo com Paulo André: \"Sempre convivi\"

Na segunda-feira (2), Felipeh Campos, integrante da roda da fofoca do A Tarde é Sua, está sendo acusado nas redes sociais de racismo por conta de uma fala polêmica do comunicador. O ex-A Fazenda comentava os looks do Baile da Vogue, ocorrido no último sábado (30), no Rio, quando palpitou sobre o estilo do cabelo de Paulo André no evento. Felipeh comparou as tranças do ex-BBB 22 com cadarço.

"O Paulo André eu não curti muito o cabelo. Eu tenho um monte de cadarço lá em casa que eu não gostei. Eu não gostei. Poderia ter ficado sem as tranças. Tava tão bonito sem", disparou o comunicador ao lado de Thiago Rocha, Sonia Abrão e Vladimir Alves.

Minutos depois, muitas pessoas foram para o Twitter reclamar da opinião de Felipeh e o acusar de racismo. "O Felipeh Campos na Sonia Abraão acabou de falar isso, em maio de 2022. O nome disso todo mundo já sabe o que é", escreveu um internauta.

"Para alguns o Dread é símbolo de resistência, enquanto outros adotaram o estilo pensando no poder estético. De um lado ou de outro uma coisa é fato, o que não falta é história. Felipeh Campos perdeu a oportunidade de ter ficado calado. PA merece respeito", comentou outro.

"Denunciar ele nas redes sociais da RedeTV! onde ele trabalha, não é a primeira vez que solte palavras com tom racista com Paulo André", acusou um internauta. "Mal amados! Se fossem bonitos, não aceitaria. Imagina só! A inveja mata, a inveja mata! Preconceito ou injúria?", detonou outra pessoa.

 

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias