Reportar
erro
Covid-19

Três jornalistas brasileiros testam positivo em viagem para acompanhar Bolsonaro na Rússia

Presidente tem reunião marcada com Vladmir Putin


Jair Bolsonaro olhando para frente com expressão séria
Jair Bolsonaro em registro publicado nas redes sociais - Reprodução/Instagram
Por Redação NT

Publicado em 15/02/2022 às 16:51:00

Três jornalistas brasileiros que foram para a Rússia acompanhar a viagem de Jair Bolsonaro testaram positivo para a Covid-19 já na chegada a Moscou. De acordo com o colunista Flávio Ricco, do Portal R7, são eles: Sergio Utsch, do SBT, Igor Gielow, da Folha, e Sérgio Gabriel, da Band.

Todos os que vão ao Kremlin precisam apresentar três testes para a doença, que foram realizados nos dias 12, 14 e 15. No teste desta terça-feira (15), os jornalistas tiveram resultado positivo.

Uma nota divulgada pela Secom deu detalhes do protocolo a ser seguido em uma situação como essa:

Encaminham-se as seguintes recomendações do Serviço Federal de Supervisão na área de Direitos de Consumidor e Bem-Estar de Pessoas (Rospotrebnadzor).

Em caso de resultado positivo:
1) informar sua clínica ou chamar médico para visitar o paciente em casa.
2) manter autoisolamento, não sair do local de estada/morada.
3) Minimizar contatos.
4) Seguir as instruções do médico (dependendo dos sintomas, tomará decisão sobre tratamento em casa ou internação).

Todos aqueles que tiverem resultado positivo para Covid na Rússia devem fazer quarentena em seu local de estada/moradia. Para ômicron, o tratamento da forma leve da doença leva 7 dias.

Caso precise de assistência médica e esteja hospedado em hotel, a recepção poderá ligar para a policlínica (112) e os médicos irão atender a pessoa no próprio hotel, a menos que a situação se agrave e a pessoa precise ser levada a um hospital.

Bolsonaro vai à Rússia para encontro com Putin

Jair Bolsonaro chegou à Rússia para participar de um encontro com Vladimir Putin e empresários do país. Entre os principais assuntos a serem tratados na viagem, está a compra de fertilizantes russos por parte do Brasil. Segundo o chefe do governo brasileiro, temas como energia, defesa e agricultura também devem ser discutidos, além das relações político-econômicas e comerciais entre as duas nações, que são integrantes do Brics, grupo de países que reúne também China, África do Sul e Índia.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias