No clima bom

De Anne Lottermann a Maju Coutinho: As garotas do tempo que se deram bem na TV

Relembre as jornalistas que começaram apresentando a previsão do tempo e bombaram na telinha


Anne Lottemann e Maju Coutinho apresentando a previsão do tempo
De Anne Lottermann a Maju Coutinho: As garotas do tempo que se deram bem na TV - Foto: Reprodução

As garotas do tempo que pintam nos noticiários, sejam nos programas locais ou em rede, trazem um pouco de alívio nas notícias ruins que assolam os jornais diários em todo Brasil. Ao longo do tempo, muitas carinhas surgiram em frente das câmeras não apenas para dar informações sobre o clima, mas também despontam em simpatia e carisma. Muitas dessas profissionais chamaram tanta à atenção do público que ultrapassaram a editoria de previsão do tempo.

Algumas jornalistas começaram tímidas ao se colocar diante de um painel com mapas do Brasil, mas cresceram com o passar do tempo. O exemplo mais atual deste fenômeno é Anne Lottermann. A jornalista deixou recentemente a Globo e migrou para a Band, para dividir o palco com Faustão, o que levou o nome dela a se tornar um dos assuntos mais comentados da web. Ele apresentava informações sobre o clima no Jornal Nacional e era muito elogiada nos bastidores pelo profissionalismo e educação ao lidar com os colegas.

Quando Lottermann foi anunciada como uma das parceiras de Faustão na Band, muita gente foi pega de surpresa, afinal ela vinha numa carreira de crescimento na Globo. Embora pareça uma trajetória meteórica, Anne estava no grupo Globo desde 2010, quando assinou contrato para trabalhar na GloboNews, como repórter. Antes disso, ela atuou na BandNews, onde foi contratada em 2006, permanecendo na emissora até migrar para a líder do mercado.

Por lá, a jornalista ficou quatro anos até entrar na TV aberta, fazendo reportagens para a Globo Rio. A partir daí, ela fez diversos trabalhos no canal até que, em 2016, a profissional de jornalismo virou apresentadora da previsão do tempo no RJTV. Ela acabou sendo muito bem aceita pelo público e atraiu olhares da direção da emissora e foi convidada para assumir a vaga na meteorologia do JN. Confira outras garotas do tempo que se deram bem na TV!

Maju Coutinho

De Anne Lottermann a Maju Coutinho: As garotas do tempo que se deram bem na TV

Maria Júlia Coutinho Portes, ou Maju para os mais íntimos, como os milhões de brasileiros aprenderam a chamá-la diariamente quando ela dizia se ia chover ou fazer sol com um jeito despojado dentro do Jornal Nacional. Mas antes de chegar no principal noticiário do país, ela passou por diversos veículos de comunicação. No início, Maju foi convidada para fazer a previsão do tempo do Globo Rural.

A jornalista que não entendia praticamente nada do assunto, temeu que poderia soar superficial e tentou imprimir um novo modelo de apresentar o quadro e assumiu um tom jornalístico e até criou neologismos para aproximar-se do público. A ideia foi tão bem recebida dentro da Globo que, poucos meses depois, passou também a falar sobre a previsão para o Bom Dia SP e Bom Dia Brasil.

Alguns meses adiante e ela também virou a titular do tempo no Jornal Hoje, estando em praticamente todos os jornais como a responsável por falar da previsão do tempo. Em meados de 2014, ela se transformou oficialmente na apresentadora da previsão do JN e a tabelinha com William Bonner deu tão certo que ela logo caiu nas graças do povo e se transformou em referência da TV sobre o assunto.

Sandra Annenberg

De Anne Lottermann a Maju Coutinho: As garotas do tempo que se deram bem na TV

E não é à toa que Sandra se tornou pioneira no Jornal Nacional. Chamada para ser garota do tempo do São Paulo Já, rapidamente ela assumiu o mesmo cargo no JN e foi a primeira mulher da TV brasileira a ter um quadro fixo no principal jornal do país.

"Há 23 anos, o Jornal Nacional era apresentado pelo Cid Moreira e pelo Sérgio Chapelin. Mulher era só na reportagem e, mesmo assim, eram poucas. Tinha a Sandra Passarinho, a Sandra Moreira, a Neide Duarte, mas elas não apareciam sempre. Eu fui a primeira mulher a entrar todos os dias no Jornal Nacional, como a "moça do tempo", afirmou orgulhosa em entrevista de 2014.

Foi graças a este trabalho que a carreira de Sandra deslanchou e ela assumiu diversas funções na Globo, como correspondente internacional, além de apresentar o Jornal da Globo e até o Fantástico ao lado de Fátima Bernardes. Mas Sandra ficou conhecida mesmo por ancorar o Jornal Hoje entre 2003 e 2019, até trocar o programa para assumir o comando do Globo Repórter ao lado de Glória Maria.

Patrícia Poeta

De Anne Lottermann a Maju Coutinho: As garotas do tempo que se deram bem na TV

No início dos anos 2000, Patrícia Poeta despontou como a garota do tempo do SPTV e, em 2011, teve a incumbência de substituir Fátima Bernardes no Jornal Nacional. Mas sua passagem pelo noticiário não durou muito. Em menos de três anos dividindo a bancada com William Bonner, a jornalista saiu e, desde então assume algumas edições esporádicas do encontro, durante a ausência de Fátima Bernardes, no É de Casa.

Recentemente, a apresentadora teve um problema de saúde. Patrícia Poeta desabafou após passar por uma cirurgia de emergência. Por meio do Instagram, ela revelou que correu risco de morte e que ainda teve o rosto desfigurado. "Queridos, depois do susto, sigo o caminho pra casa pra terminar de me recuperar lá", começou, completando: "Agora, confesso que não tem como passar por um pesadelo desses, depois de vários dias internada, e não refletir sobre tudo que vivi, nesse período. A ficha parece que vai caindo e você, claro, tentando entender melhor as coisas e o porquê de tudo aquilo".

Fabiana Scaranzi

De Anne Lottermann a Maju Coutinho: As garotas do tempo que se deram bem na TV

Fabiana Scaranzi ficou durante quatro anos sendo a garota do tempo titular do Jornal Nacional. Contudo, em 2008, foi demitida da Globo e foi para a Record. Na ocasião foi ventilado na imprensa que ela havia saído chateada com a emissora. À mesa de um restaurante em São Paulo, a jornalista discutia com amigos a sua mudança para a Record e ela havia desabafado, dizendo nunca foi bem aproveitada na Globo.

Contam que Fabiana entendia que seria ela a escolhida para substituir Ana Paula Padrão no Jornal da Globo (quando ela foi para o SBT), formando dupla com William Waack. Mas preferiram, na ocasião, escolher Christiane Pelajo, que era da GloboNews. Fabiana saiu da Record em 2014 e não está mais na televisão.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias