Reportar erro
Outras plataformas

Olga Bongiovanni transforma casa em estúdio para novo programa na TV

Apresentadora coloca a mão na massa em Divina Receita

Olga Bongiovanni pegando frutas no pomar sorrindo
Olga Bongiovanni está no ar pela TV Evangelizar - Fotos: Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 17/11/2021 às 04:00:00,
atualizado em 17/11/2021 às 09:19:25

Fora da TV aberta há quase dois anos desde que foi demitida pela RedeTV! em janeiro de 2020, Olga Bongiovanni se reencontrou na TV Evangelizar, disponível em 19 capitais brasileiras e que chega em março em São Paulo e depois no Rio de Janeiro. No comando do Divina Receita, a apresentadora colocou a mão na massa do programa que é gravado inteiramente de sua casa, que foi idealizada como cenário desde o início. Isso não impede, no entanto, que ela aceite um convite para voltar à TV aberta. "Para voltar, há que ser algo muito bem pensado, não tenho mais paciência pra errar", admite ela ao NaTelinha.

Olga foi uma das campeãs de merchandising nos anos 2000 e chegou a ficar por quatro horas diariamente no ar. "Foi realmente um tempo muito bom. Inclusive até hoje, clientes da época, tornaram-se amigos, dizem que sentem saudade. Foi um tempo próspero em que certa ocasião o merchandising teve de ser retirado do ar porque o cliente não tinha mais produto. Talvez ele não acreditasse no resultado. Enfim, histórias pra guardar pra sempre", recorda.

Sobre o tempo que passou na RedeTV!, Olga afirma que tem um público que conquistou e que requer cuidado. "Para lançarmos um novo programa precisamos de um planejamento, estratégias, e sem isso não há sobrevivência. Meu comprometimento é com quem assiste à OLGA e sabe da qualidade da informação, do serviço, das receitas, e daquilo que eu consigo mostrar, seja na TV aberta, no streaming, no rádio ou em qualquer veículo", reforça.

A saudade de Olga Bongiovanni da TV aberta

Olga Bongiovanni transforma casa em estúdio para novo programa na TV

Nas redes sociais, a apresentadora de 67 anos admite que há insistência para que ela volte. Com um público fiel que lhe acompanha há décadas, ela acredita que a identificação do público surgiu porque é uma profissional que coloca a mão na massa, que planta, colhe, cozinha, explica e passa informação. Além de estar no ar em 19 capitais na TV Evangelizar, ela também pode ser vista com o programa programa, o Divina Receita, no YouTube.

"Fazer o programa é muito prazeroso. Consigo motivar as pessoas a plantarem também. Pessoas que nunca haviam plantado nada, não conheciam nada de plantio, terra, adubo etc. Essa é a melhor parte. Incentivar diariamente, é um grande objetivo meu. Ouço relatos de telespectadores que sofriam depressão terríveis e hoje estão ótimas, e me contam sobre suas vidas, outras que com o plantio não tomam mais remédio para dormir e se sentem melhores... Isso de fato me emociona."

Olga Bongiovanni

Questionada se existe algum projeto na TV aberta que ainda não conseguiu desenvolver, afirma, com bom humor, que todo desempregado tem um projeto na pasta, mas esse não é seu caso. "Tenho sim um projeto que escrevi ainda em 2003, depois em 2010 realinhei algumas coisas e sei que é um projeto muito bom, não há nada iugal no ar. Quero fazer muitas coisas, sim, ainda na TV aberta, mas é um xodó que se for pra acontecer... Acontecerá seguramente."

Para 2022, Olga adianta ter muitos planos, sem revelar quais, principalmente para a internet, mas a falta de tempo surge como empecilho. "Penso em fazer a acústica em um espaço que tenho aqui em casa e que já foi pensado na construção, para ser um estúdio de rádio, daí quero gravar em um dia várias entrevistas e depois distribuí-las em três dias da semana. Daqui a pouco consigo em meio às gravações do programa", almeja.

Casa de Olga Bongiovanni virou estúdio

imagem-texto

A apresentadora conta que a transformação de sua casa em estúdio foi relativamente fácil. "Eu tinha um terreno vazio de chão batido e queria transformar em meu pequeno paraíso. Só havia uma árvore. Expliquei ao arquiteto (Natuani Costa) que no terceiro desenho entendeu o que eu queria. A obra demorou um ano, mas antes disso já comecei a plantar e transformar o chão batido em um espaço com árvores, ervas medicinais, temperos, flores", explica.

"Em pouco tempo já colhia de tudo um pouco. Limão, laranja, uva, tomate, beringela, chuchu, alface, almeirão, couve. Precisava ser prático para fazer um programa de TV e também bonito, e creio que consegui. Hoje as primeiras coisas que ouço e vejo em cada manhã são o canto dos pássaros, o passeio do beijo-flor e das borboletas. Planto também para alimentar as abelhas, importantes para nossa sobrevivência", orgulha-se.

Olga é só não bicho de televisão, mas também de rádio, e lembra que só foi parar na telinha por conta dele. E revela o que ainda assiste: "uando consigo me sentar diante da TV, não paro de zapear, mas paro pra ver a novela das 21h. Durante o dia acesso pela internet tudo que posso e quando chega a noite estou bem informada".

Por fim, Olga faz um balanço da TV nos últimos anos, e diz que o veículo ganhou em qualidade e tecnologia. "Isso nos cobra agilidade no fazer. Tanto no rádio quanto na TV e em reuniões com a equipe sempre falei: Quando quem nos assiste, ligar a TV pra ver o noticiário à noite e assistir determinada notícia, essa pessoa dirá: 'isso eu já sei, a Olga já falou'. Não é pretensão, comunicação exige cada vez mais velocidade".

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias