Reportar erro
Posição

No SBT, Ana Paula Renault critica atos pró-Bolsonaro no 7 de setembro

Integrante do Fofocalizando opinou sobre as manifestações pró-Bolsonaro

Ana Paula Renault no Fofocalizando
Ana Paula Renault no Fofocalizando - Foto: Reprodução/SBT
Redação NT

Publicado em 07/09/2021 às 16:14:00,
atualizado em 07/09/2021 às 16:16:07

Ana Paula Renault se manifestou nesta terça-feira (7) sobre os atos que estão ocorrendo em todo país em favor do presidente Bolsonaro. Durante o Fofocalizando, a jornalista criticou os pedidos antidemocráticos de um grupo de bolsonaristas. O programa do SBT fez uma cobertura dos protestos.

“Estão tentando se apossar do nosso 7 de setembro para ser uma manifestação que apoia o governo Bolsonaro. A gente viu placas de ‘liberdade’ e depois de ‘intervenção militar’. Então eu vejo uma confusão, inclusive nessas pessoas que se aglomeram e que tentam se apossar da nossa bandeira nacional”, declarou Ana Paula.

Chris Flores encorpou o discurso de Renault e falou que é preciso respeitar todas as opiniões, desde que elas não sejam golpistas. Inclusive, a apresentadora enfatizou que Fabrício Queiroz, acusado de ser um dos líderes do crime de rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro, quando ele ainda era deputado estadual pelo Rio.

Para poder mostrar todos os detalhes da cobertura, o Fofocalizando começou mais cedo no SBT. A primeira hora do programa focou apenas nas manifestações, porém, por volta das 16h, Chris, Ana Paula, Flor e Cartolano repercutiram a confusão envolvendo Jade Picon, Neymar e João Guilherme.

Confira o vídeo de Ana Paula Renault:

Cobertura não foi exclusividade apenas do Fofocalizando

A GloboNews está fazendo uma extensa cobertura das manifestações pró-Bolsonaro nesta terça. Com um tom crítico, o canal pago de jornalismo do Grupo Globo irritou os apoiadores do presidente e foi detonado nas redes sociais. Em compensação, a oposição zombou da participação de bolsonaristas nos atos.

Os trabalhos da emissora tiveram início logo pela manhã e imagens de Brasília foram exibidas ao longo da programação. Em um momento, o GC do canal fechado afirmava que os protestos eram antidemocráticos. Por conta disso, bolsonaristas atacaram o veículo de comunicação.

A GloboNews noticiou que, do público esperado, apenas 5% apareceram nas manifestações em Brasília. As cenas dos bolsonaristas geraram reações nas redes sociais e a oposição aproveitou para zombar dos protestos. Muitos disseram que aquilo era o retrato do que acontecerá em 2022: um pequeno grupo apoiando o Bolsonaro, enquanto a maioria irá retirá-lo do poder.



Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias