Reportar erro
Deu errado

Tanques de Bolsonaro viram piada com vídeo de programa de Dedé no SBT

Tanques estavam em más condições

Tanque de guerra e o símbolo do SBT
SBT e Bolsonaro se tornaram alvo de zombaria - Foto: Reprodução/Twitter
Redação NT

Publicado em 10/08/2021 às 17:15:00,
atualizado em 10/08/2021 às 17:29:02

Os tanques de guerra que participaram do desfile militar na Esplanada nesta terça-feira (10) e o presidente Jair Bolsonaro viraram alvo de zombaria pelas más condições dos veículos. Internautas criaram um vídeo ironizando as “trapalhadas” do evento com o programa Dedé e o Comando Maluco, que foi exibido pelo SBT.

Nas imagens que estão circulando nas redes sociais, é possível ver a “propaganda” iniciando com o símbolo da emissora de Silvio Santos e o carro de combate soltando fumaça andando por Brasília. “Neste sábado, com alegria contagiante o mau humor não tem vez”, inicia a narração em off.

“Dizem que são uma turma pra lá de valente (...) Será mesmo, Dedé? Beto Carreiro que se cuide, porque com eles tudo acaba em diversão. Dedé e o Comando Maluco”, acrescentou o locutor. O vídeo exibiu cenas da atração do ex-integrante de Os Trapalhões e do presidente Bolsonaro e do vice Mourão com funcionários do governo federal.

O vídeo zombando dos bolsonaristas não é por acaso. Mais cedo, Bolsonaro autorizou que militares fizessem um desfile com tanques de guerra na Esplanada e parlamentares entenderam tal ação como uma ameaça. Só que os carros de combate soltaram muita fumaça e deixaram claro que estavam em más condições.

Confira o vídeo:

Bolsonaro, o SBT e Dedé Santana

O vídeo ligando Bolsonaro com o SBT e Dedé Santana também não é mera coincidência. O canal de Silvio Santos se tornou um grande defensor do atual presidente, inclusive o Ministério das Comunicações é administrado por Fábio Faria, marido de Patrícia Abravanel.

Já Dedé é bolsonarista assumido e, recentemente, foi descoberto que ele recebeu autorização para captar cerca de R$ 1 milhão para seu projeto de circo. O objetivo das imagens é mostrar o quanto o governo federal vem tendo comportamentos discutíveis e que parecem esquetes de atrações de humor.



Mais Notícias