Reportar erro
Exclusivo

BandNews completa 20 anos e aposta na agilidade para bater CNN e GloboNews

Em entrevista exclusiva, Rosângela Lara, primeira mulher no comando do canal, conta as novidades

Rosângela Lara posada para foto
BandNews faz 20 anos com Rosângela Lara como diretora do canal. Foto: Divulgação
Thomaz Rocha, com Sandro Nascimento

Publicado em 19/03/2021 às 04:00:00,
atualizado em 19/03/2021 às 09:15:16

Nesta sexta-feira (19), a BandNews comemora 20 anos no ar com muitas novidades. A primeira delas aconteceu em fevereiro com Rosângela Lara assumindo a direção executiva do canal. A jornalista chega ao cargo como a primeira mulher na função da história da emissora. Para marcar a data, em março, o canal estreou um novo pacote gráfico e programas. Dentre eles, Cidade Viva, apresentado por Ana Paula Padrão. Para competir com a CNN Brasil e GloboNews, a BandNews vem apostando na agilidade, na notícia exclusiva e na abrangência do jornalismo do Grupo Bandeirantes.

"São 20 anos e é a primeira vez que uma mulher assume a direção da BandNews. Ser mulher não me atrapalhou nem um pouco. Meu desafio é que isso se repita em todas as instâncias, que continue abrindo espaços pra competência", prospecta Rosangela. 

Em entrevista exclusiva ao NaTelinha, a diretora revelou as apostas da emissora no novo ano e contou o que vai priorizar na cobertura jornalística do canal. "Queremos apostar mais em agilidade. Nós queremos ser o canal onde você vai ter a certeza de que verá primeiro aqui. E isso acontece muito porque temos gente espalhada pelo Brasil que contribui para o canal", conta a diretora. Nesta sexta, no dia em que comemora 20 anos, a BandNews terá entrevistas exclusivas com  General Mourão, Michel Temer e João Dória.

Com uma concorrência acirrada na TV por assinatura, a diretora também analisou diferencial da BandNews para bater de frente com a GloboNews e a CNN Brasil. "Cada canal encontrou um caminho e o nosso foi esse, da diversidade em relação a notícia. Se você ficar três horas na BandNews e ficar o mesmo tempo na concorrência, você vai ficar informado sobre o Brasil todo, diferente da concorrência que prioriza Brasília, Rio e São Paulo", analisou.

Ainda dentro do pacotes de novidades, além dos colunistas Mônica Bergamo, Fernando Mitre, Fernando Schuler e Antônio Lavareda, a BandNews ganhou a colaboração do jornalista Cláudio Humberto.

Confira a entrevista completa de Rosângela Lara, diretora executiva da BandNews

Uma mulher chegando a uma posição de direção da BandNews... Como você vê isso?

Rosângela Lara - Eu já sou da casa, eu estava na redação há seis anos. Sou jornalista de formação e sempre atuei junto aos jornalistas na busca pela noticia, é um trabalho que foi construído de baixo pra cima. Isso que é mais legal. Eu chego com desafios. Primeiro, de ser mulher, já que, para o universo do CEO, por si só, já é um desafio ainda, infelizmente. Mas credenciada pelo grupo, que é muito legal, que mostra que realmente não faz a menor diferença se você trabalhar com noticias de qualidade, valorizar o trabalho que está fazendo. É uma valorização de meu trabalho, de tantos anos no grupo. Ser mulher não me atrapalhou nem um pouco. Meu desafio é que isso se repita em todas as instâncias, que continue abrindo espaços para competência, que conhece o que está fazendo, e, junto disso, que ser mulher que não seja um problema.

Como é enfrentar a concorrência e buscar o diferencial entre os canais de notícias?

Rosângela Lara - Disputar a audiência é a cada minuto. No (TV a) cabo, assim como na (TV) aberta, você tem que sempre buscar trazer o novo. No cabo, nossa missão maior é trazer o novo com urgência. Ganha quem consegue contar antes pra atrair a atenção do telespectador. Depois, manter esse assunto no ar com credibilidade. A BandNews tem o DNA da Band, que é sinônimo de credibilidade em jornalismo. Isso me tranquiliza porque eu sei que a gente de largada já sai com vantagem. A gente mudou todo o visual do canal, trouxemos mais cor. Trouxe pra tela a urgência que a gente tem que noticiar, a busca pela audiência está ali. A gente não perdeu o nosso DNA, mas a gente está focado mais na agilidade em dar a notícia. Hoje, a BandNews é o único canal a cabo de jornalismo que tem uma rede inteira de cobertura, de norte ao sul. Se você assistir ao canal de 6h da manhã até meia-noite, você vai ouvir todos os sotaques. É um canal a cabo que tem variedade. O enfrentamento de audiência vem aí. A gente junta nossa credibilidade com nosso alcance.

A BandNews traz o sotaque de todas as regiões pra tela...

Rosângela Lara - É verdade. De manhã você ouve o sotaque do Piauí, depois vai dormir com um cara do Pará. BandNews tem a força do grupo Bandeirantes. A gente fala com 34 praças. A briga com a concorrência é justamente essa, o nosso alcance e a nossa tradição do DNA da notícia. Nosso público reconhece, brasileiro falando para brasileiro. Estou muito confiante. A pandemia mostrou pra todo mundo que a informação direto da fonte é extremamente necessária. As pessoas foram buscar de novo a informação na TV, rádio e jornal e não apenas nas redes sociais, porque as fake news se instalaram lá. O nosso acordo com o telespectador dobrou de tamanho e necessidade. É como se fosse um reencontro. A abrangência do canal é muito grande.

Acredita que esse é o diferencial da BandNews?

Rosângela Lara - Cada canal encontrou um caminho e o nosso foi esse, da diversidade em relação a notícia. Se você ficar três horas na BandNews e ficar o mesmo tempo na concorrência, você vai ficar informado sobre o Brasil todo, diferente da concorrência que prioriza Brasília, Rio e São Paulo. É um eixo.

Qual a maior aposta do próximo ano da BandNews?

Rosângela Lara -  A nossa maior aposta é atuar dentro do universo que a gente já tem constituído, mas que a gente precisa expor ele mais pra nossa audiência. Por exemplo, a gente quer que nossos colunistas estejam mais presentes durante nossa programação para contribuir mais com as análises. São pessoas que, se você juntar todos, dá um céu de estrelas. Então vamos apostar muito nisso. Além disso, queremos apostar mais em agilidade. Nós queremos ser o canal onde você vai ter a certeza de que verá primeiro aqui. E isso acontece muito porque temos gente espalhada pelo Brasil que contribui para o canal. Estamos com novos programas no ar também e, em breve, vamos estrear também um programa voltado para o agronegócio. Vamos ter um momento na programação que vamos abordar os assuntos desse setor que, hoje, é que leva o Brasil. 

Mais Notícias