Volta à TV

Ida de William Waack à Band News esbarra no patrocinador

William Waack no Painel WW
Divulgação

Publicado em 08/10/2018 às 15:40:58

Por: Sandro Nascimento

Estava tudo muito bem encaminhado para William Waack retornar à televisão neste ano, depois de sair da Globo no final de 2017.

Em setembro, houve um entendimento entre o jornalista e a Band News para transferir seu projeto "Painel WW" da internet para o canal de notícias da TV paga, inclusive sua produção. Hoje, o programa é realizado pela produtora Infiniti, em São Paulo, e veiculada exclusivamente nas plataformas digitais.

Mas o desfecho do acerto esbarrou no dinheiro. A diretoria da Band News pediu uma garantia mínima financeira que um anunciante teria que desembolsar e o potencial patrocinador considerou a proposta muito alta, frustrando todos os envolvidos. Neste momento, o retorno do jornalista à televisão, que estava certo, voltou ao ponto zero.

Procurada pelo NaTelinha, a assessoria de imprensa de William Waack negou qualquer negociação com a Band News. Mas a reportagem mantém que as conversas existiram, sim.

Produzido para a internet e com mais de 12 milhões de visualizações, o "Painel WW" foi o caminho que Waack encontrou para continuar à frente de um programa jornalístico e não desobedecer as cláusulas do acordo que assinou quando encerrou seu vínculo com a Globo, em dezembro de 2017.

O acerto impedia que o ex-apresentador do "Jornal da Globo" fechasse com um canal de TV paga até julho de 2018 e na TV aberta somente em 2019. Mas o acordo não o impedia de exercer jornalismo na internet.

Antes de intensificar suas conversas com a Band News, William Waack chegou a almoçar com representantes da RedeTV!, em abril. Informação dada em primeira-mão pelo NaTelinha na época. Agora, o espaço fica livre novamente.



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!