Painel WW

Desejo de liberdade no jornalismo atrapalha acerto entre William Waack e Band News

Jornalista negocia levar o seu "Painel WW" para a TV paga

Divulgação

Publicado em 21/08/2018 às 09:17:05 ,
atualizado em 21/08/2018 às 09:20:36

Por: Sandro Nascimento

Divergências sobre o local de produção seria o motivo da desaceleração do acerto entre William Waack e Band News. O jornalista não estaria de acordo em levar o "Painel WW" para a sede do Grupo Bandeirantes em São Paulo.

De acordo com fonte ouvida pelo NaTelinha, Waack estaria insistindo em permanecer realizando o projeto na sede da produtora Infiniti, como é feito atualmente, entregando todo o programa pronto para a Band News.

Porém, o alto comando da emissora gostaria de tê-lo em seus próprios estúdios, mas o jornalista teria o receio de ser controlado e ter algum tipo de restrição editorial. Algo que atualmente não acontece na produção do "Painel WW".

Na estreia do jornalístico pelas redes sociais e AllTV, em março, o ex-apresentador do "Jornal da Globo" abriu a atração exaltando sua liberdade: "Este é um programa no qual eu tenho total decisão, controle e autonomia. E para fazer logo de cara uma piada, não tem nenhum chefe no ponto (eletrônico) falando comigo".

Partindo desta filosofia, William Waack desejaria continuar fazendo o programa do seu jeito, no local e como está. Esse foi o ponto que acabou atrapalhando as negociações iniciadas no começo de julho e adiantadas em primeira mão pelo NaTelinha. Se não fosse essa divergência, o acerto final entre o jornalista e a emissora já estaria selada.

Mas como existe um interesse de ambos os lados em viabilizar a migração do "Painel WW" da web para a televisão, as negociações continuam e podem ser finalizadas em breve.

Inicialmente, "Painel WW" foi produzido para a veiculação somente nos meios digitais. O programa é uma parceria do jornalista com a produtora Infiniti e que tem veiculação na All TV, YouTube e no Facebook. Depois da sua transmissão ao vivo, o programa tem suas edições disponibilizadas no formato on demand.

Com quatro meses no ar, o canal do programa no YouTube possui quase sete milhões de visualizações. O "Painel WW" foi o caminho que Waack encontrou para continuar no comando de uma atração jornalística e não desobedecer as cláusulas do acordo que assinou quando encerrou seu vínculo com a Globo, em dezembro do ano passado.

Neste contrato, conforme adiantado pelo NaTelinha, William não poderia assinar com nenhuma emissora comercial de TV aberta por um determinado período, mas liberaria sua imagem para internet. Porém, a mesma restrição deixou de existir recentemente na TV fechada. Com isso, abriu possibilidade para Waack negociar seu retorno via Band News.



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!