Reportar
erro
Reality

The Voice +: Aos 68, mãe de Alexandre Pires impressiona interpretando Alcione

Abadia Pires encantou jurados do talent show e seguiu no time de Daniel


Abadia Pires, mãe de Alexandre Pires no palco do The Voice
Mãe de Alexandre Pires foi surpresa neste domingo (24)
Por Redação NT

Publicado em 24/01/2021 às 16:40:00

O The Voice +, com candidatos acima de 60 anos, teve o seu segundo dia de audições às cegas neste domingo (24), na Globo. Os técnicos Claudia Leitte, Daniel, Ludmilla e Mumuzinho seguiram definindo os integrantes de seus times, com talentos de todo o Brasil. No segundo episódio da temporada, novos candidatos subiram ao palco.

O destaque do dia ficou por conta de Abadia Pires, mãe do cantor Alexandre Pires, que soltou o vozeirão com Você me Vira a Cabeça, de Alcione. Aos 68 anos, ela encantou os jurados e, nos bastidores com André Marques, ganhou depoimentos dos filhos, incluindo os outros dois, também músicos, Fernando e João Pires.

"Tenho certeza que ela está realizando um grande sonho da vida dela, e nosso também, porque a gente está aqui por ela", declarou Alexandre Pires. "A nossa cadeira, a minha, a dos meus irmãos, já estão viradas para a senhora desde que a gente nasceu", disse João, backing vocal do mais velho.

O vocalista do Só Pra Contrariar também se derreteu pelo talento da mãe em seu perfil no Instagram. "Eu sei o quanto esse momento está sendo importante pra senhora minha mãe. Parabéns minha raiz", escreveu.

A veterana, caloura na competição da Globo, recebeu a aprovação de todo o júri. Elogiada principalmente por Claudia Leitte e Mumuzinho, que ressaltaram o talento presente no DNA da família Pires, Abadia optou por seguir no time de Daniel, ressaltando a identificação com o cancioneiro romântico do sertanejo.

Confira um trecho da apresentação de Abadia Pires no The Voice +:

Mumuzinho comemora por ser o primeiro pagodeiro no The Voice: "Me sinto grato e honrado"


Em entrevista exclusiva ao NaTelinha, Mumuzinho falou sobre o susto que levou em junho do ano passado, ao ser diagnosticado com Covid-19. “No momento em que fui internado, fiquei sim com medo, mas tinha fé em Deus que iria me recuperar bem do Covid. Ser diagnosticado com esse vírus traz muito receito a todos, porque a gente nunca sabe como vai reagir ao vírus. Quais sintomas teremos. Essa incerteza de diagnostico dá medo em todos”, disse.

Ele é o primeiro pagodeiro a fazer parte do júri do The Voice Brasil e se sente feliz de carregar essa possibilidade. “Me sinto grato e honrado com essa oportunidade. O samba é a paixão brasileira e ser o primeiro representante no The Voice, me deixa muito feliz, principalmente em poder olhar para trás, ver minha trajetória e tudo que caminhei e superei para chegar até aqui.

Mais Notícias