Reportar erro
Sputnik

Programa faz contagem regressiva para início de vacinação na Argentina

País vizinho está imunizando a população com vacina Rússia

Argentina iniciou vacinação
Argentina iniciou vacinação - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 29/12/2020 às 18:05:00

Começou nesta terça-feira (29) a vacinação contra a Covid-19 na Argentina e o programa Mañanas Argentinas, do canal C5N, fez contagem regressiva para o início da campanha. Os argentinos estão sendo imunizados com a Sputnik V, produzida na Rússia. No Brasil, a previsão é que a vacinação seja aplicada a partir de janeiro de 2021.

Na imagem que viralizou nas redes sociais no Brasil mostrava a apresentadora da atração da Argentina na frente de um telão que mostrava quanto tempo faltava para iniciar a campanha no país. “En una hora arranca la vacunación en todo el país”, dizia o letreiro, que em português significa “Em uma hora começa a vacinação em todo o país”.

A primeira fase da vacinação será destinada para 23,1 mil profissionais da área da saúde. A Argentina já recebeu 300 mil doses e a campanha ocorrerá em 110 hospitais em toda província de Buenos Aires. A capital do país terá 123 mil doses na primeira etapa.

O fato foi muito comemorado por diversos argentinos, mas a quantidade que chegou aos hermanos é pouco perto da quantidade de pessoas que vivem lá, já que a população é de cerca de 45 milhões. A vacinação no país vizinho tem sido usado por opositores do presidente Jair Bolsonaro para criticar a demora da campanha no Brasil.

A previsão é que a vacina comece em janeiro do ano que vem. O primeiro estado que apresentou um plano para a população foi São Paulo. Contudo, após muita pressão, o Ministério de Saúde já apresentou o planejamento do órgão para imunizar os brasileiros.

Neto falou da vacinação na Argentina

A repercussão do início da vacinação na Argentina não ficou restrita apenas aos telejornais e redes sociais. O apresentador de Os Donos da Bola em São Paulo, Neto, criticou a demora para começar a campanha de imunização no Brasil e citou a região dos hermanos.

“A gente tá vendo a vacina chegando na Argentina. A gente vai perder pra Argentina? A Sputnik chegou pra Argentina e nós vamos perder? Aí cada um que faça o que quer, cada um que pense do jeito que quiser”, reclamou na última segunda-feira (28).

Mais Notícias