Reportar erro
Mais novidades

Esporte Espetacular passará a contar com entrada de afiliadas para matérias locais

Emissora continua fazendo mudanças para se adaptar aos novos tempos

Lucas Gutierrez e Bárbara Coelho posados no estúdio do Esporte Espetacular
Esporte Espetacular terá mudanças em 2021.Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 22/12/2020 às 11:39:00

2021 trará muitas mudanças para todas as áreas da Globo, e a parte do Esporte não ficará de fora das transformações. Uma das novidades surgirá no Esporte Espetacular, que passará a contar com edições locais produzidas por afiliadas e filiadas espalhadas pelo Brasil.

A partir de março, o programa abrirá espaço para notícias do esporte de cada estado, assim como acontece com o Globo Esporte. Porém, no caso do EE, não será um programa inteiro dedicado às praças, mas sim uma separação para inserções de matérias locais. 

Com equipes já avisadas sobre a novidade, São Paulo e Minas Gerais serão as primeiros estados a exibirem conteúdos próprios durante a atração.

“A regionalização é um caminho natural, já percorrido pelo Globo Esporte. É uma forma de valorizar ainda mais a cultura e a paixão do torcedor. Quem assiste ao Esporte Espetacular sabe que vai acompanhar grandes reportagens, histórias emocionantes e uma cobertura diferenciada dos principais fatos da semana e dos jogos da rodada. Uma identificação que será multiplicada com um conteúdo regional exclusivo, apresentado por nomes do jornalismo esportivo local”, explica Gustavo Poli, diretor de programas e conteúdo digital do Esporte da Globo.

Outra novidade no canal é a construção de um estúdio especial para a cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Na impossibilidade de ter um local para transmissão das competições no Japão, a Globo vai montar seu próprio espaço nos Estúdios Globo, no Rio. A equipe de arte da emissora já está trabalhando para idealização do projeto.

Muitas mudanças nas áreas da Globo

Muitas mudanças vem acontecendo em diversos setores da Globo. Recentemente, a emissora anunciou a sua nova estrutura no entretenimento criado pelo diretor Ricardo Waddington, que já começou a ser implementada.

Uma das novidades das mudanças promovidas é a saída de Silvio de Abreu da área de dramaturgia, dando lugar a José Luiz Villamarim. Intitulada de diretorias de Gênero, o canal dará maior espaço para a gestão da Criação e do Elenco. 

"Os Gêneros passarão a ser responsáveis por toda a cadeia de valor do conteúdo - da conceituação artística ao desenvolvimento, produção e entrega dos projetos para exibição nas diversas plataformas. Criação de Conteúdo e Talentos Artísticos vão dispor de estruturas de gestão dedicadas. Fazem parte do novo desenho do Entretenimento também as áreas de Gestão da Produção Artística, Execução da Produção e Inteligência e Gestão de Performance", anunciou a Globo.

Mais Notícias