Reportar erro
Nova realidade

Globo corta salário de autores e estipula novos tetos

Novelistas terão de aceitar corte brusco de salário

Cena de Amor de Mãe, da Globo
Novelistas terão perda salarial no novo modelo de negócios da Globo - Foto: Reprodução/Globoplay
Daniel César

Publicado em 22/12/2020 às 05:51:00

A Globo está alterando sua política de renovação de contratos com seus autores e já sinalizou u a todos, inclusive os medalhões, que para existir qualquer negociação será necessário uma dura redução nos valores acertados. A partir de agora, a tendência é evitar vínculos de longa data e para quem se mantiver como parte do casting, terá de se adequar aos novos tetos. Para compensar, a Globo aumentará o percentual repassado para autor por em ações de merchandising dentro de cada história.

Segundo apurou o NaTelinha, depois da reestruturação que provocou diversas demissões no Grupo Globo, o foco agora é diminuir os custos com os novelistas, sempre com os maiores salários da casa. Os medalhões, que escrevem para o folhetim das 21h, já foram comunicados que a renovação vai diminuir drasticamente os valore dos contratos e o teto para este restrito grupo será de R$ 200 mil.

Para se ter uma ideia do tamanho do corte, a reportagem conversou com três fontes diferentes que confirmaram o fato de que os principais autores da Globo recebem muito acima da nova realidade.  Atualmente, o maior salário de um autor veterano gira em torno de R$ 600 mil mensais, e outros nomes também prestigiados estão na casa dos R$ 500 mil enquanto estão produzindo.

Os números são diferentes no período em que um novelista está com a trama no ar porque a Globo paga um adendo de 30% para todos os funcionários que estejam com produções, uma espécie de bonificação de desempenho. O bônus vai continuar, mas os números também sofrerão quedas porque se baseiam no índice percentual do salário de cada um dos autores.

Globo diminui salário de autores

Globo corta salário de autores e estipula novos tetos

O corte não vai pegar apenas medalhões ou autores que estejam sob negociação para um possível retorno, conforme já antecipou o NaTelinha com exclusividade. No caso de quem apresentar projeto para a faixa das 18h ou das 19h e fechar contrato fixo com a Globo, os valores também serão muito diferentes do que acontecia nos áureos tempos da década passada quando um autor era tratado como estrela máxima em termos de cachê.

Há roteiristas que escrevem para um dos dois horários e que recebem R$ 200 mil quando estão no ar, está completamente fora de cogitação a partir do novo modelo de gestão da emissora, que estipulou um teto de R$ 50 mil por mês tanto para o horário das 18h quanto para o das 19h. E isso em caso de roteiristas considerados experientes e que não estejam em começo de carreira, neste caso, o valor deve ficar abaixo dos R$ 30 mil.

Autores também terão vantagens

Globo corta salário de autores e estipula novos tetos

Mas nem tudo é tragédia para os autores de novelas da Globo, já que eles poderão ter uma espécie de compensação, ainda que menor. O NaTelinha apurou que os valores pagos por merchan para os novelistas vai mudar. Em toda novela, ação comercial dentro das cenas costuma pagar uma fortuna para a emissora, que repassa parte dos valores para os roteiristas.

Este repasse deverá ser renegociado e, assim, eles poderão ter uma espécie de crescimento em seus ganhos e evitar uma queda brusca. Mas a publicidade depende de vários fatores, inclusive a audiência . A reportagem apurou que, a título de exemplo, uma novela das nove de sucesso pode pagar cerca de R$ 1 milhão em merchan ao final da obra só para o autor.

Procurada, a Globo afirmou que não comenta sobre salário de seus funcionários.

TAGS:
Mais Notícias