Reportar erro
Assédio

Criticada, Globo fala pela primeira vez sobre denúncia de Calabresa contra Melhem

Apresentadores do Jornal Nacional leram posicionamento da emissora sobre o caso

Marcius Melhem e Dani Calabresa
Marcius Melhem e Dani Calabresa - Foto: Montagem/Reprodução
Paulo Pacheco

Publicado em 08/12/2020 às 22:00:47

A Globo falou pela primeira vez sobre a denúncia de assédio cometido por Marcius Melhem, ex-diretor do núcleo de humor da emissora, contra Dani Calabresa. Detalhes dos episódios de violência sexual foram publicados na última semana pela revista piauí e geraram forte repercussão nacional. Artistas apoiaram a comediante, enquanto Melhem se defendeu em entrevista ao portal UOL, do qual o NaTelinha é parceiro.

No Jornal Nacional desta terça-feira (8), os apresentadores Ana Luiza Guimarães e André Trigueiro leram o posicionamento da emissora em relação ao caso e divulgaram a revista piauí, o UOL e os perfis nas redes sociais de Dani Calabresa para que o público se informe sobre o assunto.

A Globo foi muito criticada pelo público por não se manifestar a respeito da denúncia de assédio, que segundo a revista piauí ocorreu em 2017. Desde então, a emissora reformulou a chefia e anunciou a saída de Marcius Melhem, porém sem nunca expor publicamente o episódio de violência sexual, noticiado pela primeira vez em dezembro de 2019, no UOL.

"A Revista piauí desse mês traz uma reportagem segundo a qual a atriz Dani Calabresa foi vítima de assédio sexual e moral por parte de Marcius Melhem, ex-diretor de Humor da Globo. Ao todo, a revista enumera duas vítimas de assédio sexual, 7 vítimas de assédio moral e 3 vítimas de assédio sexual e moral. A revista conta que a Globo abriu uma investigação interna sobre o assunto (procedimento de compliance). E informa que Melhem deixou a empresa em agosto deste ano. Diversos veículos de imprensa repercutiram a reportagem da revista", disse Ana Luiza Guimarães.

"Ouvida pela piauí e por esses veículos, a Globo informou que investiga criteriosamente todas as denúncias de assédio e que não tolera comportamentos abusivos. Mas que não pode comentar publicamente nenhuma investigação desse tipo por ter assumido com todos os seus colaboradores um compromisso de sigilo do processo, que resguarda a investigação dos fatos, denunciantes, denunciados e testemunhas. Mesmo nas hipóteses de desligamento, as razões não são tornadas públicas. Apesar desses esclarecimentos, a revista piauí e outros veículos criticaram a Globo por não se manifestar sobre esse caso específico", prosseguiu André Trigueiro.

"Como prova de transparência, a Globo informa a seu público que a reportagem da piauí pode ser lida, gratuitamente na internet, no site da revista. Embora também não aborde em público de forma direta as acusações a Marcius Melhem, Dani Calabresa tem falado sobre assédio em suas redes sociais", continuou Ana Luiza, divulgando a página da publicação.

"E uma entrevista em que Marcius Melhem admite erros, mas se defende dizendo que nunca cometeu assédio, pode ser encontrada no portal UOL", concluiu Trigueiro.

Assista ao pronunciamento da Globo sobre Marcius Melhem:



Mais Notícias