Reportar erro
Tolerância zero

Narrador do Esporte Interativo desabafa após racismo no jogo do PSG: "Nojo"

Jorge Iggor ficou revoltado com atitude de árbitro

Jorge Iggor no Esporte Interativo
Jorge Iggor no Esporte Interativo - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 08/12/2020 às 18:10:00

O narrador Jorge Iggor fez um forte discurso nesta terça-feira (8) contra um caso de racismo que aconteceu no jogo entre PSG e Istanbul Basaksehir. O quarto árbitro da partida proferiu ofensas raciais em direção ao jogador Demba Ba e revoltou atletas, técnicos e dirigentes das duas equipes, resultando na saída deles do campo. O posicionamento do locutor do Esporte Interativo repercutiu nas redes sociais.

“Hoje chegamos ao ponto mais baixo, mais rasteiro, mais inadmissível da intolerância, da estupidez entre as relações humanas. A gente já viu de tudo e tudo é repugnante, tá? Todos os episódios [de racismo] que nós já vimos são repugnantes, são graves e inaceitáveis de jogador ofendendo jogador racialmente, de torcedor usando ofensa racial e de xenofobia de todo o tipo de intolerância que não sei de onde vem, mas isso foi pior. Hoje foi pior .Se alguém duvidava que a gente chegaria ao ponto mais baixo, a gente chegou hoje. Porque o quarto árbitro é uma autoridade, porque tem que aplicar regras, aplicar a lei, ele ofender racialmente um jogador é de dar nojo”, disparou.

Jorge disse que há muitos casos de ataques raciais ao redor do mundo e criticou quem afirma que não há racismo. O narrador explicou que o preconceito e a intolerância não é “discurso político” e que atinge todos os lugares do planeta.

“Olha o nível que nós chegamos. E ainda vai ter gente dizendo que não há racismo no mundo, que não existe intolerância no mundo. Tem gente que tem a capacidade de usar o cinismo, a petulância de negar o óbvio, de negar a realidade que está nos nossos olhos, que a gente vê todos os dias, que a gente vê nos estádios, que a gente vê no shopping, que a gente vê em qualquer lugar, tá aí pra quem acha que isso é discurso político, de quem acha que isso é balela, que isso é conversa fiada. Quem não sente na pele, fica muito mais fácil achar que isso é conversa fiada. Sinta na pele, perceba os episódios que estamos vendo todos os dias”, acrescentou.

“Constate com seus olhos, porque a realidade tá aí. Eu fico feliz com os avanços que tivemos ao longo dos anos, mas eu quando eu vejo um árbitro, uma autoridade cometendo uma barbaridade dessa, eu desanimo. A gente tem muito o que fazer pra mudar isso aí”, completou.

O jogo estava zero a zero, quando os jogadores decidiram sair do campo após os ataques racistas promovidos pelo juiz. A partida da Champions League estava sendo exibida pelo ElPlus, com narração de Jorge Iggor e comentários de Mauro Beting.

Jorge Iggor repercute na web

Com o desabafo ao vivo, Jorge Iggor se tornou um dos principais assuntos das redes sociais. Muitos colegas parabenizaram o posicionamento do narrador e ressaltaram que é importante que outras pessoas se manifestem da mesma maneira contra o racismo.

“Jorge Iggor perfeito. Colocou para fora tudo que estava na nossa garganta há muito tempo. Tem que criticar ao vivo mesmo”, disse um internauta. “Estou triste com o ocorrido, mas feliz com o Jorge Iggor. Não ao racismo”, postou outro perfil. “Lamentável esse caso de racismo, mas que bom que temos Jorge narrando. Falou tudo”, falou uma terceira pessoa.

Confira a repercussão:

Mais Notícias