Reportar erro
Luto

Rodela, humorista do Programa do Ratinho, morre aos 66 anos

Humorista começou a carreira no Show de Calouros e fez sucesso ao tirar os dentes

Rodela posa ao lado de Ratinho
Rodela posa ao lado de Ratinho - Foto: Reprodução/Instagram
Paulo Pacheco

Publicado em 02/12/2020 às 20:36:31

O humorista Luiz Carlos Ribeiro, conhecido em todo o Brasil como Rodela, morreu na noite desta quarta-feira (3), aos 66 anos. O artista do Programa do Ratinho estava internado com pneumonia e coronavírus na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Geral de Guarulhos, referência para o tratamento da Covid-19 na Grande São Paulo.

A morte foi anunciada por Murilo Bordoni, diretor de palco do Programa do Ratinho, que concentrou as informações sobre o quadro clínico do humorista enquanto recebia cuidados da equipe médica, de sua mulher, Vera, e do filho, Bruno.

"Ele estava bem, a mulher dele falou que os médicos retirariam a medicação. Quando o levaram para uma sessão de hemodiálise, não aguentou e teve três paradas cardíacas", relatou Murilo Bordoni em entrevista ao NaTelinha. Rodela não terá velório em função da pandemia de coronavírus. O local do enterro está sendo definido pela família.  

Rodela sentiu cansaço e foi hospitalizado há duas semanas, porém no dia 24 piorou e precisou ser intubado. O humorista foi diagnosticado com forte pneumonia e testou positivo para coronavírus, o que comprometeu 95% da atividade pulmonar. Ele também sofria de pressão alta. No dia 26, apresentou melhora de seu quadro clínico.

Colegas como Eduardo Mascarenhas, intérprete de Xaropinho, e Valentina Francavilla se despediram de Rodela. "Ano difícil, mais um amigo", escreveu o manipulador do rato. Ratinho, que ajudava financeiramente Rodela e sua família, não foi informado porque estava gravando seu programa no SBT.

Rodela, humorista do Programa do Ratinho, morre aos 66 anosRodela foi homenageado no The Noite, em 2019 - Foto: Gabriel Cardoso/SBT 

O SBT lamentou oficialmente a mort de Rodela. Confira abaixo:

É com pesar que o SBT lamenta o falecimento do humorista Luiz Carlos Ribeiro, mais conhecido como Rodela, nesta quarta-feira, 2 de dezembro. Rodela tinha 66 anos e estava internado havia duas semanas no Hospital Geral de Guarulhos. Nesta terça-feira, foi confirmado seu diagnóstico para Covid-19. No início desta noite, foi submetido a hemodiálise e sofreu paradas cardíacas, vindo a falecer.

Rodela foi um artista nato, tendo sua veia humorística evidenciada nas ruas da cidade de São Paulo, onde, com seu talento, agrupava dezenas de pessoas em praças, ruas e calçadas para acompanhar seu show. Na TV, sua primeira aparição foi no programa Show de Variedades, em 1992, fazendo performances de comédia. Participou posteriormente de diversos programas de humor tendo destaque no programa Ratinho Livre, da RecordTV, em 1997. No ano seguinte, com a vinda de Ratinho para o SBT, Rodela integra o elenco do Programa do Ratinho, onde permanece por vários anos, sempre intervindo nos casos, trazendo leveza e diversão às situações mais adversas. Sempre que "telefonava" com seu "celular gigante" para sua irmã no Recife (PE), a plateia e o apresentador iam às gargalhadas. Rodela também participou de A Praça É Nossa, tendo feito diversos quadros e contracenado com vários comediantes do programa. Posteriormente, esteve no programa Show do Tom, também na RecordTV.

O SBT presta solidariedade e deseja que Deus conforte sua família. 

Rodela, humorista do Programa do Ratinho, morre aos 66 anosRodela em gravação do programa Temperatura Jovem com Hulk Magrelo - Foto: Reprodução/Instagram

Rodela gravou programa de TV há três semanas

O artista se apresentava ao ar livre no Largo São Bento (centro de São Paulo), onde faturava até R$ 2 mil por fim de semana, porém suspendeu as atividades em função da pandemia. Ele participava por telefone do programa Turma do Ratinho, da rádio Massa FM.

O trabalho mais recente de Rodela foi a gravação do programa Temperatura Jovem, há três semanas, apresentado pelo humorista William Paes, conhecido como o Hulk Magrelo do extinto Legendários, da Record.

Nascido no Rio de Janeiro, em 1954, Rodela mudou-se para o Recife com os pais, pernambucanos, aos cinco anos de idade. Antes de ser humorista, trabalhava como metalúrgico e camelô, porém foi demitido e perdeu suas mercadorias durante uma apreensão. Foi quando tomou uma decisão radical: em uma consulta ao dentista, pediu para ficar banguela e teve todos os dentes arrancados.

No início da década de 1990, apareceu no Show de Variedades (versão do Show de Calouros), e sua feiura impressionou os jurados.

No Programa do Ratinho, participou das dramatizações do quadro do DNA, interpretando sempre uma mulher (a traída ou a amante). Em 2008, tentou se eleger vereador por Itaquaquecetuba (SP), mas obteve apenas 49 votos.

Mais Notícias