Reportar erro
Chegou

Curiosidades da série DOM, primeira produção brasileira do Prime Video

Episódios do enredo estão disponíveis no streaming

Gabriel Leone como Dom, série do Prime Video
Gabriel Leone como Dom - Foto: Reprodução/Prime Video
Redação NT

Publicado em 07/06/2021 às 05:00:11

O Prime Video, da Amazon, liberou neste fim de semana os episódios da sua primeira série original brasileira, Dom, e que vem atraindo os olhares do público. Com um elenco com nomes já conhecidos, como o protagonista Gabriel Leone, a narrativa acompanha a vida de Pedro Dom, o "bandido gato", que assustou os moradores do Rio de Janeiro no início da década. O público é levado para compreender como um jovem que vivia em bairro nobre virou um dos criminosos mais temidos do país.

DOM relata a trajetória de um rapaz atraente, de classe média do Rio de Janeiro, que começa a usar cocaína no início da adolescência. A cada episódio, o público vai entendendo como ele se transformou em um líder de uma gangue criminosa que estampou as principais manchetes dos jornais brasileiros no começo dos anos 2000.

Do outro lado está o pai de Pedro, Victor Dantas (Flavio Tolezani), que entrou no serviço de inteligência policial nos anos de 1970 por conta de uma descoberta no fundo do mar e tê-la denunciada às autoridades e se tornou uma peça importante para combater o tráfico de drogas no Rio. Porém, na década de 1990 e começo dos anos 2000, luta para salvar seu filho.

A história de oito episódios é inspirada em fatos reais e tem a direção de Breno Silveira. A previsão inicial era que DOM estreasse na plataforma de streaming no ano passado, mas os planos tiveram que serem revistos e os episódios da produção chegaram ao público na última sexta-feira (4).

O Prime Video pretende nos próximos anos investir pesado no Brasil, conforme revelou James Farrel, Head de Desenvolvimento de Conteúdo Internacional da empresa, em 2019. “Desde o lançamento do Prime Video em todo o mundo, a Amazon continua focada em oferecer aos clientes conteúdos locais, impulsionados pelas melhores vozes do país”, contou na época.

“Estamos entusiasmados com o anúncio das nossas seis primeiras Originais Amazon brasileiras e muitos outros projetos que seguirão, e por poder fazer parcerias com inúmeros talentos nacionais, entre escritores, diretores, produtores e atores da enorme comunidade criativa deste país, para encantar nossos públicos aqui e ao redor do mundo”, acrescentou.

DOM tem elenco global

Curiosidades da série DOM, primeira produção brasileira do Prime Video

Para chamar a atenção do público e causar repercussão nas mídias digitais, o Prime Video buscou elenco global. DOM tem como protagonista o ator Gabriel Leone, conhecido por já ter protagonizado produções na Globo, como Onde Nascem os Fortes (2018). Ele também foi o mocinho jovem de Velho Chico (2016), sendo filho do personagem de Camila Pitanga.

Flavio Tolezani estreou na TV em A Favorita (2008-2009), dando vida a Marcelo Fontini, homem assassinado pela Flora (Patrícia Pillar), que serve como mote inicial do folhetim de João Emanuel Carneiro. De lá pra cá, fez Em Família (2014), Êta Mundo Bom! (2016) e O Outro Lado do Paraíso (2017-2018), além de ter passagens na TV Cultura, SBT e Netflix.

Atualmente na reprise de Malhação – Sonhos (2014-2015), como Karina, Isabella Santoni também participou da produção ao interpretar a personagem Vivi. Foi a primeira vez que a atriz atuou em uma trama que não foi exibida pelo Grupo Globo, mas ela está escalada para Além da Ilusão, prevista para estrear em 2022.

Pai de Dom que procurou diretor

Curiosidades da série DOM, primeira produção brasileira do Prime Video

A ideia de contar a trajetória do filho foi do pai do rapaz. Ele queria que o público conhecesse um lado da história que os jornais que cobriram o caso de Pedro não relataram. O policial aposentado morreu em 2009, mas apresentou o projeto para Breno em 2005.

“A escolha do roteiro e do Breno é falar sobre os efeitos disso na família e na relação familiar. É uma série que tem ação, mas a pauta ali é a relação de pai e filho, e a desestruturação que acontece por conta disso tudo”, revelou Tolezani em entrevista ao portal de notícias da Globo.

“Acho que um ponto de reflexão interessante da série é justamente essa quebra de estereótipo, de um cara que vira viciado e criminoso, e que é um playboy da Zona Sul, que teve oportunidades, acesso à escola, e tudo”, acrescentou Gabriel Leone.

Na época em que Pedro se tornou protagonista dos jornais policiais, o público teve a imagem de um homem muito bonito, por isso o apelido de “bandido gato”, mas também de ser extremamente violento. Uma das histórias relatadas por vítimas é que ele chegou a agredir uma idosa e colocou uma granada na mão de uma criança.

Só que a história do Prime Video não segue fielmente a trajetória de Dom da vida real. Um dos pontos que as pessoas que viram na série é o jeito sedutor do jovem. Por ter olhos claros, ser bonito e ter boa aparência, conseguia enganar os porteiros de prédios, entrando nos locais sem qualquer dificuldade.

DOM e o mundo das drogas

Curiosidades da série DOM, primeira produção brasileira do Prime Video

Só que não é apenas o crime que ganha espaço em DOM. O público também é levado para cenas densas e fortes, como overdoses de personagens, agressões, sangue e momentos de abstinência. Conforme relatou Flavio, o diretor teve como principal objetivo mostrar a força dos entorpecentes para destruir uma família.

“O crime ali coloca todos os personagens em uma posição que eles não ocupariam, se eles vivessem uma vida normal. Eles são os poderosos do baile, eles são os poderosos de onde estão e acho que tem uma sede de poder muito grande”, comenta Santoni.

O roteiro ainda leva o espectador para entender como a violência ganhou mais força no fim dos anos de 1990 e começo dos anos 2000, mas mostra como as boca de fumo nas favelas carioca nasceram e foram se firmando no dia a dia das pessoas na década de 1970.

Confira o trailer abaixo:



Mais Notícias