Reportar erro
No Globoplay

Giovanna Antonelli celebra série feminista: "Ser mulher é algo gigante"

Empresária além de atriz, ela estrela Filhas de Eva, produção com enfoque na luta contemporânea contra o machismo

Giovanna Antonelli em cena como Lívia na série Filhas de Eva, do Globoplay
Giovanna Antonelli interpreta psicóloga em crise na série Filhas de Eva, do Globoplay - Foto: Globo/João Cotta
Walter Felix

Publicado em 05/04/2021 às 05:35:00

Giovanna Antonelli é Lívia na série Filhas de Eva, do Globoplay. Aos 45 anos, a atriz se identifica com a temática que perpassa a produção, essencialmente feminista. Em breve, ela também volta às novelas em um dos papéis centrais de Quanto Mais Vida Melhor, na Globo. Os dois projetos dão à artista a chance de transitar em universos que nunca esteve, como revela em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

Em Filhas de Eva, Giovanna Antonelli vive uma psicóloga em crise no casamento que se dispõe a viver uma revolução pessoal. A atriz define Lívia como uma mulher independente profissionalmente, mas cheia de amarras sentimentais. "Foi um trabalho que nos deixou muito felizes e livres. Com uma linguagem simples e contemporânea, a série conseguiu se comunicar com o grande público."

A identificação com a temática feminista é automática. "Sou mulher, e ser mulher é algo gigante. Trabalho desde os 13 anos de idade, sempre fui independente e tenho orgulho disso. A série é extremamente contemporânea, com histórias que vemos todos os dias e, principalmente, lições de transformações que queremos experimentar também."

"Sou um trator para trabalhar", afirma Giovanna Antonelli

Giovanna Antonelli celebra série feminista: \"Ser mulher é algo gigante\"

Casada com o diretor Leonardo Nogueira e mãe de duas meninas e de um adolescente, Giovanna Antonelli mantém alta produtividade, com praticamente uma novela por ano no currículo desde o início da carreira, na década de 1990. No desafio de administrar a vida pessoal com o trabalho, ela afirma não sentir cobrança maior pelo fato de ser mulher.

"Sou um trator para trabalhar. Gosto do que eu faço, gosto de criar, de produzir, de dar ideias para os meus negócios e para as pessoas que me cercam também. Brinco que sou uma fonte inesgotável de ideias", afirma. Além de atriz, ela é empresária e responsável por diversos empreendimentos, como uma rede de clínicas de depilação a laser e estética.

"Tenho muita alegria em realizar. Em sonhar. E tenho certeza que ainda vou inventar muitas coisas ao longo da vida. E quando temos esse prazer fica fácil administrar tudo. O principal é começar a priorizar tudo que vale a pena, eliminar o que te faz perder tempo e energia não vai pra frente e gastar seu tempo cada vez mais com o que você determinar."

Há 20 anos, atriz roubou a cena como Capitu, uma de suas personagens mais populares

Giovanna Antonelli celebra série feminista: \"Ser mulher é algo gigante\"

Até a última sexta-feira (2), Giovanna Antonelli estava no ar com a reprise de Laços de Família, exibida originalmente entre 2000 e 2001. Então aos 25 anos, ela roubou a cena na pele de jovem que trabalha como garota de programa para sustentar os pais e o filho pequeno. "Capitu era uma mulher real, lutadora e com muito amor por sua família", comenta a intérprete.

Exibida pela terceira vez na Globo, a trama repetiu o sucesso na nova apresentação, com uma das maiores audiências da faixa. "Laços de Família é uma novela linda, que mostra que boas histórias não envelhecem nunca. Essa personagem foi um divisor de águas na minha carreira, uma grande oportunidade, vou guardar sempre no coração", garante Giovanna.

Capitu integra uma galeria de personagens da atriz que ficaram na memória do público, junto a outras figuras marcantes, como a muçulmana Jade de O Clone (2001) e a delegada Helô de Salve Jorge (2012). Ser lembrada por personagens pode agradar atores e atrizes, com um apelo à vaidade, mas também aborrece outros, temerosos em ficar "marcados".

"Sinto muito orgulho da minha história, da minha caminhada, de todos esses personagens que se tornaram tão populares e, principalmente, amo a mulher brasileira, que é a minha maior inspiração para tudo que faço e crio. Sou grata ao meu público, que me trouxe até aqui, e à imprensa também que sempre teve muito carinho ao longo desses anos."

Quanto Mais Vida Melhor é promessa de "diversão em tempos difíceis"

Giovanna Antonelli celebra série feminista: \"Ser mulher é algo gigante\"

Em março, Giovanna Antonelli afirmou que pretende diminuir o ritmo de trabalho e se aposentar aos 50 anos. Cada vez mais dedicada ao ramo empresarial, seus planos incluem "pendurar as chuteiras" da atuação. Antes, ela estrela Quanto Mais Vida Melhor, comédia de Mauro Wilson para as 19h da Globo, em substituição a Salve-se Quem Puder.

Sobre a personagem, uma implacável executiva do ramo de cosméticos, a atriz prefere fazer mistério. "Vou deixar pra contar tudo pra vocês antes da estreia (risos). Podem esperar muita diversão, que é tudo que todos nós estamos precisando todos os dias dentro das nossas casas em tempos tão difíceis", adianta. A expectativa é que a trama entre no ar no segundo semestre de 2021.

 

No fim do ano passado, a atriz testou positivo para a Covid-19. O susto a deixou mais reflexiva. "Tenho certeza que a humanidade está passando por uma transformação, e ainda não sabemos direito aonde vamos chegar. Espero que num lugar onde um consiga olhar para o outro de uma forma cada vez mais generosa e carinhosa. Que o amor prevaleça em nossas vidas, porque tudo acaba. E essa é a única certeza que temos."

Filhas de Eva e Quanto Mais Vida Melhor se inserem em uma fase especial de sua carreira. "Mais uma realização na minha caminhada, que como atriz está me dando uma oportunidade de transitar em universos que ainda não estive. Me sinto feliz, realizada, e grata por ter saúde e estar viva. Depois dessa lição da pandemia, só penso em viver um dia de cada vez. O futuro é agora."

 



Mais Notícias