Reportar erro
Um lugar ao chão

Matança de personagem a relançamento: Relembre soluções da Globo para salvar novelas

Confira momentos em que o canal tentou estancar queda na audiência dos folhetins

Cauã Reymond como Renato em Um Lugar Ao Sol
Matança de personagem a relançamento: Relembre soluções da Globo para salvar novelas - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 29/11/2021 às 07:27:00

A Globo vem buscando o relançamento de Um Lugar ao Sol, tendo vista os baixos índices de audiência que a novela vem registrando. Parte do fiasco da produção pode ser explicado com a estreia dela em pleno novembro, época em que a audiência dos folhetins costuma ser maia baixa. Além disso, em muitos capítulos houve disparidade no horário de exibição da obra de Lícia Manzo, variando com inícios de capítulos em 20h50 até 22h40, afetando também o Ibope.

Para estancar a perda da audiência, a Globo ligou o sinal de alerta e vem adotando estratégias para divulgar melhor a novela a fim de conquistar mais público. Nos programas da emissora, como o Encontro, é possível observar que atores vem participando das atrações para falar sobre a novela.

Vale lembrar que Um Lugar ao Sol está totalmente gravada, por conta da pandemia da Covid-19, e não é possível mudar os rumos dos personagens para agradar o público. Ao longo da história da emissora, tiveram vários casos em que o canal criou soluções para salvar novelas que não iam bem na audiência. Confira algumas delas!

Anastacia, A Mulher Sem Destino (1967)

Matança de personagem a relançamento: Relembre soluções da Globo para salvar novelasLeila Diniz vivia a protagonista Anastacia - Foto: Reprodução

No caso mais emblemático de sua história, a Globo vinha enfrentando problemas sérios com Anastácia, A Mulher Sem Destino, logo em seu terceiro ano no ar. A novela caia de audiência a cada dia e, como solução para estancar a audiência, Gloria Magadan, a então responsável pelo setor de dramaturgia da emissora, contratou Janete Clair para continuar a história de Emiliano Queiroz.

A autora não viu outra solução do que matar a maioria dos personagens em um fictício terremoto. A novela começou do zero com apenas quatro personagens originais e outros criados a partir de um salto de 20 anos na história.

O amor é nosso (1981)

Matança de personagem a relançamento: Relembre soluções da Globo para salvar novelasNem Fábio Jr salvou O Amor É Nosso - Foto: Reprodução

A polêmica novela de Roberto Freire e Wilson Aguiar Filho causou muita confusão para o público, que torceu o nariz para a história de Pedro em sua luta para se tornar músico. Mas nem a figura de Fábio Jr como protagonista, considerado o galã da época, chamou à atenção do telespectador.

A solução encontrada pela Globo foi convocar o experiente autor Walther Negrão para dar mais dinamismo na história. Levantou-se a ideia de apresentar um grave acidente em que a maioria dos personagens morressem, mas não foi necessário, a novela já estava afundada na lama.

De Quina pra Lua (1985)

Matança de personagem a relançamento: Relembre soluções da Globo para salvar novelasAgildo Ribeiro e Elizabeth Savalla em De Quina pra Lua - Foto: Reprodução 

Apesar de não registrar o fracasso retumbante que foi O Amor é Nosso quatro anos antes, De Quina pra Lua sofreu muito na audiência. A história de Alcides Nogueira simplesmente não cativou o público e a crítica. Como forma de estancar os baixos índices de audiência, mais uma vez, Walther Negrão foi chamado às pressas para auxiliar nos roteiros.

O veterano escritor conseguiu dar uma reviravolta na novela, mas já era tarde demais. Além de tudo isso, a Globo foi acusada de plágio, por conta de muitas cenas parecidas com que já visto em teatro.

Bang Bang (2005)

Matança de personagem a relançamento: Relembre soluções da Globo para salvar novelasFernanda Lima sofreu críticas por sua interpretação em Bang Bang - Foto: Reprodução

Bang Bang já começou dando o que falar com uma história ambientada longe da realidade brasileira, já que era abordado no Velho Oeste. Além disso, a protagonista interpretada por Fernanda Lima foi muito criticada pelo público e especialistas por conta de sua interpretação.

Os problemas se agravaram com a saída de Mario Prata ainda no primeiro mês de novela. A Globo então escalou Carlos Lombardi para assumir o texto, mas ele transformou o folhetim em uma trama completamente diferente do que foi ao ar em seus capítulos iniciais. Mas nem Mário, nem Lombardi conseguiram salvar este fiasco.

Babilônia (2015)

Matança de personagem a relançamento: Relembre soluções da Globo para salvar novelasNem um trio de peso de protagonistas salvou Babilônia - Foto: Reprodução

Outro caso emblemático da teledramaturgia é Babilônia, que até hoje amarga a novela de menor audiência do horário nobre na Globo. Setores conservadores da sociedade brasileira fizeram campanha contra a novela, que investia num drama que contava a história de um casal de idosas lésbicas, uma protagonista difícil de engolir, além de outros temas polêmicos.

No encalço do canal, a Record colhia o sucesso de Os Dez Mandamentos. O ápice da crise foi quando Babilônia dava menos audiência que a novela das 7 da época, I Love Paraisópolis.

A saída encontrada pela emissora foi mudar o perfil de vários personagens, subtrair a troca de carinhos entre o casal lésbico em cena, chamadas de relançamento foram exibidas durante toda a programação e até a abertura e logos foram trocadas. Mas nem assim a audiência respondeu.




Logo Melhores do Ano 2021
Vote nos Melhores do Ano NaTelinha 2021

Está no ar uma das premiações mais tradicionais e respeitadas do meio, em sua 12ª edição. Confira as 20 categorias e eleja os melhores agora mesmo!

VOTE
Mais Notícias