Reportar erro
Ana Baird

Atriz de Um Lugar ao Sol se vê na própria personagem: "Eu era a Nicole"

Ana Baird percorreu um longo processo em busca da autoaceitação

Ana Baird com o figurino de Nicole em Um Lugar Ao Sol, blusa vermelha de bolinhas brancas e cabelo vermelho curto
Nicole, personagem de Ana Baird em Um Lugar Ao Sol, trava uma guerra contra a balança - Reprodução/Instagram
Jéssica Alexandrino

Publicado em 26/11/2021 às 04:30:08,
atualizado em 26/11/2021 às 11:06:45

Um dos destaques de Um Lugar ao Sol, Ana Baird confessa que se identifica bastante com o drama de Nicole, sua personagem na novela das nove da Globo. Na trama de Lícia Manzo, a filha do meio de Santiago (José de Abreu) vive em guerra com a balança e come para compensar a carência e a falta de afeto. Hoje, Ana é bem resolvida consigo mesma, mas conta que nem sempre foi assim. "Foi um longo processo! Entender que não era o meu corpo que estava 'errado', que era um problema social, estrutural, de opressão. Demorou. Eu não tive uma fase Nicole, eu era a Nicole. E acho até que com menos autoestima que ela", revela, em entrevista ao NaTelinha.

Na novela, Nicole acaba se submetendo a relações ruins por não se valorizar. Uma cena que foi ao ar na segunda semana de Um Lugar ao Sol mostra a ruiva saindo pela janela da casa de um rapaz com quem se relaciona casualmente porque os amigos dele estavam na sala e ele não queria que eles a vissem. "Comigo não aconteceu nada do tipo, mas é porque eu demorei muito para me relacionar mesmo. Mas tenho amigas que passaram por isso, e é horrível. Tratar uma mulher gorda, ou fora do padrão, como uma perversão", aponta.

Para a atriz, o 'sincericídio' da personagem é uma forma de defesa. "Ela acaba ficando sem filtro. Já teve que segurar tanto a onda da mãe bipolar, cuidar da irmã mais nova, que acabou a reserva. Ela já grita antes de sentir a dor", observa, lembrando das dicas que recebeu do diretor artístico do folhetim. "O Maurício Farias falou muito disso quando estávamos fazendo leitura. De trazer a dor que ela esconde atrás do humor pra cena. Procurei fazer isso. Espero que tenha conseguido. A Nicole é um barato e tem muita profundidade", derrete-se.

O destaque que Nicole vem alcançando, na opinião de Ana, se deve à humanidade que a personagem tem, o que acaba deixando-a mais próxima do público. Esperta, a irmã de Rebeca (Andréa Beltrão) promete ser uma grande pedra no sapato de Renato (Cauã Reymond) e pode se tornar um empecilho para que o galã continue mantendo seus segredos a sete chaves. Sobre o que vem por aí na história, Ana é bem discreta. "Com spoiler perde a graça. Uma das coisas que eu mais gosto nessa novela é a capacidade da Lícia de sempre deixar um gancho no final do capítulo e desvendar no momento certo", diz.

A virada de Nicole virá por meio da chegada de um amor: Paco (Otávio Müller). A ruiva até vai tentar resistir, mas o encanto que o pretendente derramará sobre ela vai quebrar as barreiras entre os dois. Ana explica que o dublador enxergará a personagem como ela é e os olhos amorosos dele farão com que ela se veja de forma diferente. "Muita água vai passar debaixo dessa ponte", promete.

Atriz de Um Lugar ao Sol volta às novelas após 30 anos

Ana Baird faz seu retorno em Um Lugar ao Sol, após 30 anos longe das novelas. Antes desse hiato, a atriz explica que as coisas eram bem diferentes. "Eu nem gravava nos Estúdios Globo, o Projac era um areal! Ainda eram aquelas câmeras grandonas, antigas. A gente usava pan stick para maquiar, era praticamente um reboco na cara", lembra, aos risos. A intérprete de Nicole conta que levou um susto ao receber o convite para a novela das nove porque achou que propostas como essa não iriam mais surgir. "É bem assim que funciona, né? Quando a gente desiste, deixa de lado, vai fazer outra coisa... Se o que é seu, é seu mesmo, ele chega", opina.

A ruiva explica que, em determinado momento, chegou a jogar a toalha e investir em um negócio próprio. "Me mudei para a serra do Rio e abri um bar chamado Plano B. Foi ótimo. Mas confirmou que minha vida é na arte mesmo. Só que agora eu não saio da minha roça de jeito nenhum. Vou rebolar para viver essa vida de cidade grande e campo ao mesmo tempo", conta. Além de atuar e cantar, Ana também trabalha com astrologia e credita isso à curiosidade que sempre teve de saber como as coisas funcionam.

"Querer entender as personagens que eu fazia me levou a uma busca de autoconhecimento que resultou nessas profissões alternativas. Adoro poder ajudar as pessoas de uma forma concreta, individualmente, porque acredito que a arte cura coletivamente", revela a terapeuta de Thetahealing, uma técnica de terapia energética.

Apesar de não planejar ficar mais tantos anos sem atuar em novelas, a atriz garante que não mudaria nada se pudesse voltar no tempo. Ana acredita que tudo que viveu tem um porquê e a trouxe para o momento atual que, segundo ela, está muito bom. "Se eu pudesse escolher o que mudar, talvez eu mudasse o meu olhar comigo mesma, que era muito duro e não era amoroso. Ver a minha beleza quando era mais nova. Sofria tanto. Talvez pudesse aproveitar mais. Se amar é a coisa mais importante da vida", declara.

Entre os planos que faz para o futuro, a ruiva não esconde o desejo de atuar em alguma produção para o streaming. "Sou viciada em seriado. Estou adorando o fato de o Brasil estar indo tão bem nessa linguagem e de já ter tanta coisa boa brasileira pra gente maratonar", comemora. "Quero voltar com meu espetáculo solo, o Chave de Cadeia. É um musical de bolso que eu criei anos atrás e está merecendo voltar. Estou em alguns editais e procurando patrocínio", completa, destacando que está aberta a convites e adoraria participar de outras novelas.




Logo Melhores do Ano 2021
Vote nos Melhores do Ano NaTelinha 2021

Está no ar uma das premiações mais tradicionais e respeitadas do meio, em sua 12ª edição. Confira as 20 categorias e eleja os melhores agora mesmo!

VOTE
Mais Notícias