Reportar erro
Exclusivo

Pandemia ajuda a Globo reorganizar sua dramaturgia

Nova cúpula do canal vai impor outro modelo

Pandemia ajuda a Globo reorganizar sua dramaturgia
Novelas da Globo terão mudanças por conta da nova gestão - Foto: Divulgação

Daniel César

Publicado em 09/03/2021 às 06:07:00

A pandeia do coronavírus virou a desculpa perfeita para que a nova cúpula de dramaturgia da Globo comece a reorganizar o seu departamento conforme os novos rumos que Ricardo Waddington e José Luiz Villamarim pretendem impor nos próximos anos. Com o ritmo mais lento dos Estúdios Globo, a direção vem aproveitando o tempo para ler roteiros e sinopses a fim de tomar decisões.

Pessoas do setor falaram ao NaTelinha e confirmaram que, principalmente Villamarim, tem feito estudos profundos em todos os horários e exigido mudanças para adaptação de novelas já escritas. O diretor quer colocar um novo estilo e abandonar a principal característica da gestão de Silvio de Abreu, que deixou todas as novelas muito parecidas umas com as outras.

Sob a batuta de Villamarim, a ordem é evitar histórias repetidas, seja em horários diferentes e que estejam no ar ao mesmo tempo, ou mesmo em produções subsequentes umas às outras. Por isso, muitas tramas estão passando por ajustes no momento em que não estão entrando no ar e os exemplos se acumulam nos bastidores da Globo.

Um exemplo é Um Lugar ao Sol, novela de Lícia Manzo e que foi recentemente adiada por conta do crescimento de casos de coronavírus e de novas restrições impostas pelo governo do Rio de Janeiro. Villamarim tem tido reuniões periódicas com a autora para ajustar rumos de personagens, que já estavam aprovados na sinopse, mas que irão sofrer alterações profundas por terem desenvolvimento semelhante ao de outras novelas.

Mudança na grade

E não é apenas os ajustes de roteiros, como Um Lugar ao Sol, Nos Tempos do Imperador e até Quanto Mais Vida Melhor, que foi criticada nos bastidores por conta da irregularidade dos roteiros. A direção de dramaturgia da Globo vem tomando decisões estratégicas e mudando praticamente toda a fila escolhida anteriormente por Silvio de Abreu, conforme o NaTelinha havia antecipado.

A começar por Malhação, cuja próxima temporada inédita não tem previsão de quando entrará no ar e sequer qual será a história, já que o executivo está cuidando pessoalmente de aprovar uma sinopse que tenha a cara que ele quer imprimir para o horário. A faixa das 18h também já teve alterações com o remake de Amor com Amor se Paga sendo derrubada, enquanto até o momento não há definições para depois de Além da Ilusão, prevista para ir ao ar no ano que vem.

Pantanal atrasou

Contra a vontade de Villamarim e, principalmente de Ricardo Waddington, Pantanal não poderá ser produzido em 2021 por causa da pandemia, já que precisaria entrar em estúdio nas próximas semanas. O diretor de entretenimento do canal trata a novela como sua menina dos olhos e quer que ela seja um exemplo do padrão Globo que ele quer estabelecer a partir de agora.

Mas não há condições de gravar no Pantanal num momento delicado para o Brasil e, diante disso, internamente a Globo já decidiu pela suspensão da novela, que deverá ter sua produção iniciada somente no ano que vem. Com isso, Olho por Olho, de João Emanuel Carneiro, deverá ganhar espaço na grade para substituir Um Lugar ao Sol, mas com tamanho atraso, também deverá ser exibida somente no início do ano que vem.

Novas histórias

A ordem na Globo, segundo apurou o NaTelinha, a partir de agora é segurar roteiros. Isso porque Villamarim quer ler o material dos autores e não pretende aprovar nenhum novo projeto antes de ter lido tudo o que estiver na fila e mesmo elas não possuem nenhuma garantia de ser exibida. Nos corredores dos Estúdios Globo fala-se que o diretor está aberto para ouvir argumentos de autores que já foram desligados da emissora e que, se gostar, poderá fechar contrato por obra e fazer com que o escolhido pule toda a fila em qualquer horário.