Centenário

"Roda, roda, roda e avisa": Chacrinha completaria 100 anos neste sábado

Fotos: Reprodução

Publicado em 30/09/2017 às 16:14:50

Por: Fabrício Falcheti

Neste sábado (30), Abelardo Barbosa, conhecido em todo o Brasil como Chacrinha, completaria 100 anos se estivesse vivo.

Apresentador popular, ele começou a carreira no rádio, na década de 40, com programas de marchinhas de Carnaval e outros ritmos. Sua estreia na televisão aconteceu em 1956, com o programa "Rancho Alegre", na TV Tupi, mesma emissora onde também estreou a "Discoteca do Chacrinha".

Posteriormente, foi para a TV Rio e, em 1967, foi contratado pela Globo, onde chegou a fazer dois programas semanais: "Buzina do Chacrinha" e "Discoteca do Chacrinha". Cinco anos mais tarde voltou para a Tupi. Em 1978, mudou-se para a Band e, em 1982, retornou à Globo, onde lançou o "Cassino do Chacrinha", que fez enorme sucesso nas tardes de sábado.

Neste ano, para marcar o centenário de Abelardo Barbosa, Globo e Viva se juntaram para fazer o especial "Chacrinha, O Eterno Guerreiro", recriando o "Cassino" com Stepan Nercessian na pele do Velho Guerreiro.

O programa foi muito bem em termos de audiência na rede carioca, marcando 28 pontos de média segundo o Ibope da Grande SP e aumentando em 47% os índices da faixa na emissora.

Em recente conversa com o NaTelinha, Leleco Barbosa, filho de Chacrinha, elogiou a produção: "Foi espetacular, O Stepan (Nercessian) estava maravilhoso e encarnou realmente nosso querido é maravilhoso Chacrinha. Foi muito emocionante para nossa família toda ver aquele especial".

No especial, foi relembrado o estilo de Chacrinha e seus bordões que caíram na boca do povo, com "roda, roda, roda e avisa", "eu vim aqui para confundir, não para explicar", "quem não se comunica, se trumbica", "vai pro trono ou não vai" e "na TV nada se cria, tudo se copia".

As homenagens ao centenário de Abelardo Barbosa continuam. Agora em outubro, começam as gravações de um filme sobre Chacrinha. E em 2018, a escola de samba Grande Rio colocará a história do apresentador na Marquês de Sapucaí.

O Velho Guerreiro faleceu no dia 30 de junho de 1988, aos 70 anos, de infarto do miocárdio e insuficiência respiratória, após luta contra um câncer no pulmão.

TAGS:


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!