Reportar erro
Precisou de 5 sessões

Diretor do primeiro Space Jam critica sequência e solta ironia: "Comovente"

"A verdade é que LeBron não é Michael", criticou diretor

Diretor de Space Jam entre LeBron James e Michael Jordan
Diretor compara dois protagonistas e faz críticas - Foto: Divulgação
Redação NT

Publicado em 22/07/2021 às 10:21:50,
atualizado em 22/07/2021 às 10:32:06

Space Jam: Um Novo Legado estreou na semana passada e conseguiu arrecadar US$ 31 milhões até agora nos Estados Unidos, mas há um cineasta que não gostou muito do que viu: o diretor do original de 1996, Jam Joe Pytka, que precisou de cinco sessões para terminar assistir a sequência nos cinemas.

Ele contou ao TMZ que estava tão entediado com o filme que precisou ir mais de uma vez ao cinema para conseguir terminar. Apesar de não ter problemas com o protagonista LeBron James, o compara a Michael Jordan. "A verdade é que LeBron não é Michael. Quando fizemos Space Jam, ele era a maior celebridade do mundo."

O diretor acrescenta que seu filme teve uma conexão pessoal com Jordan, justamente no momento em que ele anunciava sua aposentadoria do basquete e migrava para o beisebol. Ao site, disse também que o elenco de apoio do original de 1996 é melhor, bem como os desenhos animados eram melhores.

As críticas sobre Space Jam

Na visão do cineasta, a maneira como eles retrataram o Pernalonga foi "comovente". "Parecia uma daquelas bonecas fofas que você compra em uma loja de presentes de aeroporto para levar seu filho quando sua viagem de negócios está demorando muito", ironizou.

O primeiro Space Jam arrecadou US$ 90,4 milhões nos Estados Unidos e US$ 230,4 milhões no mundo todo em 1996. A Globo programou o primeiro longa para a Sessão da Tarde desta quinta-feira (22).

Mais Notícias