Reportar erro
Novidade

Globoplay anuncia produção de filme inédito com diretor de Central do Brasil

Produção terá Mariana Lima como protagonista

Walter Salles produzirá novo filme para o Globoplay
Walter Salles produzirá novo filme para o Globoplay - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 06/07/2021 às 14:59:18,
atualizado em 06/07/2021 às 15:17:47

O Globoplay anunciou nesta terça-feira (6) que vai coproduzir, junto com a VideoFilmes, RT Feactures e Mact, o filme Ainda Estou Aqui, que terá a direção do cineasta Walter Salles, responsável por Central do Brasil (1998). O enredo é uma adaptação do livro homônimo escrito por Marcelo Rubens Paiva, baseado em fatos reais.

Esse é o primeiro passo da plataforma em lançar um filme totalmente feito pelo streaming, conforme adiantou Ana Carolina Lima, head de conteúdo da empresa. "Estamos muito felizes com a parceria. E, em breve, teremos mais alguns projetos de longa 100% Globoplay”, comentou.

Ainda Estou Aqui contará com o roteiro de Murilo Hauser e Mariana Lima aceitou o convite de ser a protagonista da trama. O projeto fará parte do Festival de Cannes – um dos maiores festivais de cinema do mundo – que terá início a partir de hoje.

Os direitos do título vão ficar no Brasil e representará o retorno de Walter a direção de um longa-metragem de ficção desde 2012, quando trabalho na história de Na Estrada. E a produção ocorrerá no Brasil, algo que Salles não fazia desde Linha de Passe, lançado em 2008.

O diretor é um dos brasileiros mais premiados no mundo do cinema, tendo vencido os prêmios BAFTA, Globo de Ouro e Festival de Berlim por Central do Brasil. Ele também ganhou a principal premiação de longas do Reino Unido por Diários de Motocicleta (2005).

Globoplay e o cinema brasileiro

imagem-texto

O Globoplay lançou no mês passado um espaço em seu catálogo 50 filmes clássicos do cinema brasileiro. O objetivo da plataforma é valorizar a cultura brasileira e permitir que o público entenda um pouco mais dos detalhes do país.

Dona Flor e Seus Dois Maridos – a primeira versão, feita em 1976 – Bye Bye Brasil, de Cacá Diegues. Há também produções como Deus e o Diabo na Terra do Sol, Vidas Secas, Macunaíma e também Central do Brasil, que recebeu indicação ao Oscar em 1998.

Mais Notícias