Novas regras

Netflix expande veto de compartilhamento de senhas para mais cinco países

Streaming vai fazer jogo pesado para não perder dinheiro


Logo da Netflix com N colorido ao fundo
Netflix expande proibição no compartilhamento de senhas - Foto: Divulgação

A Netflix, visando arrecadar mais dinheiro, está implementando em mais cinco países uma função para ser remunerada pelo compartilhamento de senhas. A partir de agosto, a empresa lançará um recurso para adicionar uma conta que deverá pagar uma taxa extra na Argentina, República Dominicana, El Salvador, Guatemala e Honduras, noticiou a Variety.

Isso acontece cerca de quatro meses depois do streaming ter lançado a função no Chile, Costa Rica e Peru, que permite que os clientes também paguem uma taxa mensal para que possam acessar a Netflix fora de casa.

A Netflix estima que os clientes compartilhem suas credenciais de login, violando seus termos de serviço, com mais de 100 milhões de lares não pagantes em todo o mundo, incluindo mais de 30 milhões nos Estados Unidos e Canadá.

O "compartilhamento generalizado de contas entre as famílias prejudica nossa capacidade de longo prazo de investir e melhorar nosso serviço", lamentou Chengyi Long, diretor de inovação de produtos da Netlix.

Custo repassado da Netflix chega a quase 20 reais

imagem-texto

Nesses cinco novos mercados, o custo para os membros da Netlix comprarem uma "assinatura da assinatura" será de 219 pesos argentinos para os "hermanos", US$ 2,99 na República Dominicana, Honduras, El Salvador e Guatemala, o que representa cerca de 18 reais na cotação atual.

Os clientes do Plano Básico podem adicionar até uma assinatura extra, os Standard podem adicionar duas e os Premium, até três. No Chile, Costa Rica e Peru, são até duas de tolerância. Os custos vão de US$ 2 a US$ 3.

A empresa garante que o usuário pode acessar a Netflix longe de casa. "Se você estiver longe de casa e da Netflix por um longo período de tempo, ocasionalmente poderá ser solicitado que você verifique seu dispositivo", diz o suporte.

A estimativa da Wall Street Cowen é que a Netflix poderia gerar uma receita superior a US$ 1,6 bilhão se lançasse essa "trava" de compartilhamento em todo o mundo. Em breve, deve chegar ao Brasil.

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
TAGS:
Mais Notícias