Critérios de compra

Globoplay investe em séries premiadas e com apelo popular

Streaming tem feito varredura para adquirir conteúdo

Globoplay investe em séries premiadas e com apelo popular
Killing Eve faz parte do catálogo Globoplay. Foto: Divulgação

Publicado em 10/10/2019 às 13:03:25 ,
atualizado em 10/10/2019 às 15:42:20

Por: Naian Lucas

O Globoplay vem crescendo a cada dia no quesito volume de conteúdo. Buscando garantir competitividade com gigantes do ramo do streaming, como a Netflix e a Amazon, a plataforma do Grupo Globo estabeleceu alguns critérios para adquirir produções internacionais para atingir o público brasileiro.

O NaTelinha conversou com pessoas envolvidas no processo de varredura que a empresa realiza no mundo todo antes de comprar séries e até documentários para entender a engenharia das escolhas e elas contaram, sob a condição de sigilo, como funciona a seleção dos produtos para compôr o catálogo. A revelação indicou dois critérios utilizados pelo Globoplay.

O primeira deles é a série ser consagrada em premiações. As pessoas envolvidas na pesquisa de produções sabem, no entanto, que não se trata de buscar séries nos principais prêmios como o Emmy e o Globo de Ouro. Normalmente os indicados a estes troféus costumam já estar comercializados no mundo todo para as gigantes do streaming, mas há exceções. 

É o caso de Killing Eve, indicada duas vezes ao Emmy e que, em 2019, corou a atriz Jodie Comer na categoria de melhor atriz dramática. Sua parceira de protagonismo, Sandra Oh, foi indicada em 2018 e fez o rapa em diversas premiações. No Brasil, a série é exclusiva Globoplay.

Neste caso, a empresa usa brechas quando alguma das indicadas não pertencem a gigantes de comunicação que possuem seu próprio streaming. Foi assim que conseguiu adquirir um pouco antes The Handmaid's Tale, vencedora do Emmy em 2017.

Mas nem só de prêmios americanos vive a TV. O BAFTA é o maior evento da TV britânica e indicou Save Me na categoria melhor série dramática em 2019, e o streaming da Globo rapidamente adquiriu os direitos da produção que já está disponível para assinantes.

Além deste critério, séries populares e incontestáveis no quesito audiência também dão as caras no catálogo. Foi assim que a plataforma comprou The Good Doctor, que se tornou rapidamente uma espécie de Chaves da Globo. Recentemente foi a vez de Manifest ganhar espaço e bater recorde de audiência entre os assinantes.

Procurada, a assessoria de comunicação do Globoplay não respondeu às mensagens.

Séries internacionais premiadas e de sucesso

Além de Killing Eve (vencedora do Bafta de Melhor Série) e The Handmaid's Tale (Emmy de Melhor Série de Drama), outras séries internacionais que fazem parte do catálogo do Globoplay também venceram importantes premiações ao redor do mundo.

Modern Family (Emmy de Melhor Série de Comédia), The Big Bang Theory (Satellite Awards), Homeland (Emmy de Melhor Série de Drama), House (Emmy de Melhor Roteiro), A Very English Scandal (Bafta de Melhor Minissérie), Dexter (Satelite) são alguns exemplos de séries premiadas que podem ser assistidas no Globoplay.

As obras citadas acima se destacaram pelos seus elencos, roteiros inovadores e direções que fugiram do lugar comum, como é o caso de Modern Family, vencedora do Emmy por cinco anos consecutivos e considerada por muitos críticos a maior série de humor da história.

Quando se fala em audiência, The Big Bang Theory também entra nesse seleto grupo de sucesso. Sobrenatural, Elementary, Will & Grace, Smallville, Todo Mundo Odeia o Chris, The Good Doctor e The Good Wife fazem parte de programas bem-sucedidos na televisão americana.

Todo Mundo Odeia o Chris e Sobrenatural são exemplos de sucesso no Brasil. A primeira ficou durante anos alcançando bons índices no Ibope pela Record, enquanto a segunda consolidou o SBT entre 2009 e 2010 na vice-liderança no horário nobre.

Globoplay investe em conteúdo original

Além das aquisições para comporem o catálogo, o Globoplay também vem investindo em conteúdo original e, principalmente em 2019 passou a lançar mais séries, como foi o caso de Aruanas, produção lançada em mais de 150 países e que já garantiu segunda temporada.

Assédio, Filhos da Pátria, Carcereiros e Ilha de Ferro também foram produzidos pelo Globoplay e até ganharam espaço na TV aberta. Além disso, produções exibidas primeiro na Globo, como Sob Pressão, podem ser assistidas na plataforma digital.

Para o fim do ano, o streaming da Globo promete ainda lançar mais uma, Desalma, sua primeira produção sobrenatural que mistura drama com terror. E no ano que vem, uma das séries mais esperadas também dará a cara exclusivamente na plataforma, trata-se de As Five, spinoff de Malhação: Viva a Diferença.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!