Política

Anitta revela conversa com Lula: "Abrir os olhos das pessoas"

Cantora teve papo com o pré-candidato à presidência da República antes de declarar apoio nas redes sociais


Anitta e Lula
Anitta declarou voto e apoio a Lula na semana passada - Fotos: Reprodução/Instagram

Anitta revelou que teve uma conversa particular com Lula antes de declarar apoio ao pré-candidato à presidência da República. No papo, a cantora frisou que não é apoiadora do PT (Partido dos Trabalhadores), mas está ao lado do político para “abrir os olhos das pessoas” e impedir uma reeleição de Jair Bolsonaro, agora do PL (Partido Liberal).

“Conversei com o Lula antes. Falei: 'Lula, nunca fui petista, nunca votei em você. Porém, nestas eleições, estarei ao seu lado, estarei te apoiando. Se quiser apoio de mídias sociais, eu entendo bastante. TikTok, essas coisas…’”, revelou Anitta. O trecho da entrevista foi capturado e divulgado nas redes sociais.

A cantora prosseguiu com detalhes sobre a conversa com o ex-presidente: “Expliquei para ele a estratégia de marketing que eu acredito que funcione para 'virar'. Não dá para querer ser querido por todos, o que dá é abrir os olhos das pessoas de que a única opção para o momento é essa”.

A brasileira voltou a afirmar que Lula não era sua primeira opção. “No meu caso, eu queria que fosse diferente, mas não dá para ser. No próximo ano, a gente luta pelos ideais que a gente acredita. Mas, neste ano, a luta principal é manter um ambiente seguro para os LGBTQ, para as travestis, trans, e pessoas de outras religiões.”

“Eu sou do candomblé, por exemplo. A quantidade de terreiros incendiados no Brasil, a intolerância religiosa... Neste momento, temos que lutar contra isso. Na próxima eleição, a gente pensa nos ideais que a gente de fato acredita”, finalizou a cantora. Assista ao depoimento, compartilhado em rede social:

Anitta deu dura no PT e proibiu partido de usar sua imagem

imagem-texto

No último sábado (16), Anitta usou as redes sociais para pedir que não usem a imagem dela para promover o PT. A cantora afirmou não ser apoiadora do partido e afirmou que fará campanha para o candidato que tiver mais chances de derrotar Jair Bolsonaro, a quem ela chama de Voldemort, vilão da saga Harry Potter, no pleito de outubro.

"Eu não sou uma apoiadora do PT e não sou petista. Não autorizo o uso da minha imagem para promover este partido e seus candidatos. Minha escolha nessas eleições foi de trazer engajamento e mídia para a pessoa que tem maior chances de vencer Voldemort nessas eleições. Depois de muitas pesquisas a conclusão é de que essa pessoa é o Lula. E o que vou fazer daqui em diante é usar minhas plataformas no que eu puder ajudar para trazer mais visibilidade a ele com a propósito de não termos novamente Voldemort na presidência. Que isso fique bem claro", explicou.

Ela acrescentou, na sequência de tweets: "Meus ideais políticos e as coisas que eu acredito ficaram para as próximas eleições. Este ano meu foco é fazer minha parte para não dar brecha a esse possível pesadelo de reeleição. Não usem meu nome e minha imagem para promover a candidatura e o partido de vocês por que quem usar vai tomar logo um forão. E pode me xingar a vontade que eu não sou de ir junto com a manada não. Eu só faço o que eu quero a hora que eu quero. Depois vou estudar os candidatos a governador, deputados etc, e tirar minhas próprias conclusões".

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias
Outros Famosos