Canabis

Ricardo Petraglia defende liberação da maconha e recorda atuação em novelas: "Estava chapado"

Veterano se diz a favor da liberação da maconha e relembra início da plantação


Ricardo Petraglia e plantação de maconha
Ricardo Petraglia planta maconha no quintal de casa - Foto: Reprodução/Instagram
Por Redação NT

Publicado em 20/06/2022 às 10:35:58,
atualizado em 20/06/2022 às 10:42:05

Defensor da legalização da maconha, o ator Ricardo Petraglia não se acanha em defender seus ideais abertamente. Numa entrevista concedida ao jornal Extra, o veterano de 71 anos de idade revelou que faz uso do canabis desde que atuava em novelas na televisão. "O que as pessoas não sabem é que sempre me viam na TV, eu estava chapado. O que prova que a maconha não destrói sua carreira", diz ele ao jornal Extra desta segunda-feira (20).

Ele conta que até o ano de 1985 era "um drogado". "Nunca fui de beber, mas cheirava, injetava, tomava ácido, fazia de tudo. Aí fui doar sangue para uma pessoa e descobri que tinha hepatite C, que peguei pelo compartilhamento de drogas. Então, parei com todas elas, me impus isso", recorda.

A partir daí, Ricardo relata que ou morreria, ou optaria pela vida. "A maconha foi a porta de saída para todas as outras drogas, uma válvula de escape. Eu já fumava antes também", completa.

"Minha vida está tranquila", garante Ricardo Petraglia após plantar maconha

Ricardo Petraglia defende liberação da maconha e recorda atuação em novelas: \"Estava chapado\"

Em 2005, o ator diz que fez uma operação coxofemoral para colocar uma prótese. "Isso desequilibrou a minha coluna e comecei a ter dores inacreditáveis. Não podia tomar os analgésicos e anti-inflamatórios, por conta da hepatite. E meu médico perguntou por que eu não experimentava canabis. Respondi: 'caralh..., eu experimento todo dia!"', diverte-se.

"Então, fui buscar o óleo, mas custava uma fortuna e ainda custa. Meu salário do INSS pagaria dois vidrinhos. Aí entrei com um processo para poder plantar, alegando que não tinha condições econômicas de comprar o remédio e assim consegui um habeas corpus. Desde então, a minha vida está tranquila."

Ricardo Petraglia

O ator afirma que já tomou duras e até tapa na cara da polícia, mas depois que começou a ter licença para plantar em casa, tudo mudou. "Eles são educadíssimo, sorriem, perguntam. De dois em dois meses, a polícia vem aqui para checar minha plantação e ver se não estou fazendo uma farra", garante.

"Na maioria das vezes não sabem nada. Eu mostro o cheiro e duvidam que é de maconha. Porque estão acostumados ao cheiro do prensadinho paraguaio, mofado e cheio de semente. Dizem: 'Nossa, mas é muito diferente'. Acho ótimo quando eles vêm porque tenho a oportunidade de informar e instruir a respeito", orienta.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias
Outros Famosos