Esculachou

Julia Lemmertz viraliza ao pedir derrubada de veto de Bolsonaro para incentivos culturais

Atriz criticou a ação do presidente em vetar duas leis de incentivo à cultura


Julia Lemmertz com dedo na boca, Bolsonaro sério
Vídeo de Julia Lemmertz pedindo derrubada de veto de Bolsonaro na Câmara viraliza - Foto: Reprodução
Por Thomaz Rocha

Publicado em 02/06/2022 às 19:00:00,
atualizado em 02/06/2022 às 19:04:41

Nesta quinta-feira (2), um vídeo em que a atriz Julia Lemmertz aparece pedindo a derrubada dos vetos de Jair Bolsonaro para as leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc 2, ambas de incentivo à cultura, viralizou nas redes sociais. No trecho, a artista, que interpretou a Carmen em Quanto Mais Vida, Melhor, surge dizendo que a cultura é um direito de todos, independente de partidos políticos.

"Venho pedir pela derrubada dos dois vetos, não só porque são leis complementares, mas porque é preciso de uma vez por todas que a gente olhe para cultura e a gente possa ter um Plano Nacional de Cultura", disse a atriz.

Somadas, as duas leis preveem o incentivo de cerca de R$ 7 bilhões em 2022 e R$ 3 bilhões pelos próximos quatro anos de forma contínua para o setor cultural brasileiro. No veto do presidente, a alegação foi que os valores criavam despesa sem apresentar medida compensatória.

"A cultura é um bem para todos, seja lá o partido que você for. Você consome cultura ao ouvir musica, ler livro, quando vai ao teatro, você consome cultura sempre. É muito triste a gente morar num país onde o que deveria ser mais cuidado e mais acarinhado... porque, na verdade, a cultura é o que consola, é que dá sentido as misérias da vida, é que faz a gente pensar. Você sai de uma sessão cultural transformado", completou.

Para a derrubada do veto do presidente Bolsonaro é necessária a maioria absoluta dos votos de Deputados e Senadores, ou seja, 257 votos de deputados e 41 votos de senadores.

Assista o vídeo:

Além de Julia Lemmertz, outros artistas criticaram ações de Bolsonaro sobre a cultura

imagem-texto

Não é de hoje que artistas vem a público para criticar as ações de Jair Bolsonaro sobre a cultura desde o início de seu mandato. Fábio Porchat detonou o político, definindo o presidente da República como um “câncer” e prevendo que o Brasil se verá livre dele em 2023. Reynaldo Gianecchini também ficou descontente com o presidente e atacou: "Bolsonaro é uma tragédia."

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
Mais Notícias
Outros Famosos