Nas redes sociais

Antonia Fontenelle ironiza morte de Batoré: 'Quem perdoa é Deus'

A apresentadora fez diversas críticas ao humorista após ser informada da morte dele nesta segunda


Antonia Fontelle de roupa preta com o dedo na boca fazendo gesto de silêncio
Antonia Fontenelle pedia R$ 110 mil por danos morais ao humorista/Foto: Reprodução/Instagram
Por Patrícia Marques

Publicado em 10/01/2022 às 23:00:22,
atualizado em 11/01/2022 às 09:13:30

Antonia Fontenelle se envolveu em mais uma polêmica nesta segunda-feira (10). Quando soube da morte do humorista Batoré, a apresentadora disse que ele não “passava de um covarde” e de um “machista”. Antonia processou o humorista por danos morais e pediu R$ 110 mil após ele chamá-la de “rapariga” no ano passado.

Em uma sequência de vídeos postados na noite desta segunda-feira (10), a apresentadora disse que foi julgada pelo humorista sem ela “ter feito nada com ele”. No último ano, Batoré ficou ofendido após a apresentadora criticar Alagoas depois do ator Henri Castelli ser agredido em um bar.  

“Turistas do Brasil, cuidado quando vocês forem para Alagoas, cuidado mulheres com seus maridos, porque eles podem apanhar covardemente, e cuidado homens com suas mulheres, porque elas também podem sofrer alguma violência”, disse à época.

Nas redes sociais, ela não poupou críticas ao humorista e disse que quem “perdoa é Deus”. “Hoje morreu um cearense, que todos chamam de humorista, e que pra mim ele não passava de um cara covarde, machista e que me apontou, me julgou, foi cruel, foi covarde comigo, sem nunca ter me visto na vida, sem nunca eu ter feito nada com ele, o tal do Batoré. Agora um monte de gente: coitadinho, Batoré morreu! Coitadinho o c*, não é porque ele morreu, que ele passou a ser santo e vai morar com Deus”, disse.

A apresentadora comentou sobre o processo que agora será arquivado devido à morte do humorista. “Eu estava processando ele, mas agora ele que preste conta com quem ele tem que prestar. Eu não tenho que perdoar nada, não sou Deus, quem tem que perdoar pelos feitos dele é Deus. Aqui eu estava discutindo no âmbito da Justiça, morreu, morreu. Agora dizer que era um cara exemplar, melhor comediante do mundo, que tá lá nos braços de Deus. Isso seria hipocrisia da minha parte, né? A verdade é pra ser dita. Essa é minha verdade ninguém precisa aceitar”, continuou.

Antônia Fontenelle diz que tem razão em outras histórias

A apresentadora ainda citou a entrevista feita com Sarah Poncio e relembrou de quando foi “criticada” por não ouvir a versão de Letícia Almeida, que engravidou do marido da influenciadora, sendo casada com o irmão dela. À época, a atriz disse ter sido estuprada.

“Eu sou a prova de que o tempo é o senhor da razão, não tem para ninguém, vocês podem falar, gemer, chorar, gritar, espernear, chorar, aguardem, quem mostra quem é quem é o tempo”, postou.

“História pública e notória, nem Gilberto Braga conseguiu pensar num folhetim. Nelson Rodrigues que escrevia a vida como ela é, nunca escreveu nada tão forte. Tenho razão em várias outras coisas que ainda tá por vir, podem me condenar, me julgar, fazer o que for, mas eu não entro em nada que eu não tenho certeza absoluta como 2 +2 = 4”, destacou.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias
Outros Famosos