Reportar erro
Briga na Justiça

Queixa-crime de Nego do Borel contra Duda Reis é rejeitada pela Justiça; cantor vai recorrer

Juíza alega que queixa-crime está fora do prazo. Cantor acusa a ex-noiva de postar vídeos com a intenção de prejudicar sua imagem

Montagem de Nego do Borel, agachado de bermuda e jaqueta e Duda Reis com as mãos ao lado do rosto
Nego do Borel vai recorrer após Justiça rejeitar acusações contra Duda Reis - Reprodução Instagram
Marcela Ribeiro

Publicado em 24/08/2021 às 14:59:00

A Justiça rejeitou a queixa-crime feita por Nego do Borel contra sua ex-noiva Duda Reis por calúnia, difamação e injúria. Na decisão, a juiza afirma que o cantor perdeu o prazo para a mesma, já que ultrapassou o período máximo de seis meses referente aos vídeos postados pela influenciadora nas redes sociais no dia 12 de janeiro. A advogada do artista alega que está dentro do prazo e que ocorreu um erro na data do vídeo.

Nego do Borel teria que ter feito a queixa-crime até o dia 11 de julho e só deu entrada no dia seguinte. Na decisão, a juíza Gisele Guida de Faria, da 38ª Vera Criminal, afirma que o autor somente distribuiu a queixa no dia 12/07/2021, "quando já havia decorrido o prazo decadencial de seis meses contado do dia em que tomou ciência do fato e de seu autor, razão pela qual há de ser extinta a punibilidade da querelada, em razão da ocorrência da decadência". "Isto posto, rejeito a a queixa-crime, com fundamento na ocorrência da decadência, com base nos art. 103 e 107, IV, ambos do Código Penal, julgando-se extinta a punibilidade da querelante Maria Eduarda Reis Barreiros". 

Procurada pelo NaTelinha, a advogada de Duda, Izabella Borges, falou que a resposta do Estado, rejeitando as acusações de Leno Maycon (nome de Nego do Borel) contra Duda é uma vitória de todas as mulheres que sofrem violência doméstica e têm medo de se manifestar e sofrer represálias do agressor. "A mulher tem o direito de falar sobre as violências que viveu e denunciou e a Justiça deve proteger essa liberdade da mulher rejeitando qualquer instrumento processual que busque silenciá-la", disse 

Advogada de Nego do Borel diz que vai recorrer da decisão

A advogada de Nego do Borel, Elizabeth Medeiros, falou ao NaTelinha que irá recorrer da decisão da Justiça. Ela alega que a queixa-crime se refere ao vídeo postado por Duda Reis no dia 13 de janeiro, por isso estaria dentro do prazo. Nas imagens publicadas nos Stories, a influenciadora disse que sofreu agressões físicas do ex-noivo. "Eu apanhava e depois recebia amor. Passei três anos achando que amor era apanhar e depois receber um beijo. Sofri, sim, agressão física", falou ela em um trecho.

"Está havendo uma divergência na data de postagem do vídeo o qual consta as acusações que relatamos no processo. Da decisão ainda cabe recurso. O vídeo o qual nos referimos no processo foi o postado no dia 13/01 e não o do dia 12/01. O problema não é o mês e sim o dia", disse a advogada do cantor.

Duda Reis desmente informação sobre processo contra Nego do Borel 

Duda Reis postou um vídeo no seu perfil do Instagram na última sexta-feira (13) para negar que a Polícia Civil não teria encontrado provas contra Nego do Borel em processo aberto pela influenciadora. Através da sua advogada, ela elogiou o trabalho dos policiais e afirmou que estava sendo vítima de machismo.

"Venho aqui esclarecer, por meio da minha advogada, Izabella Borges, que as notícias divulgadas hoje pelo Léo Dias são mentirosas. Toda essa situação está gerando a divulgação de uma grande fake news em um momento muito delicado da minha vida”, escreveu ela na legenda.



Mais Notícias
Outros Famosos