Reportar erro
Pronunciamento

OAB sai em defesa de Gil do Vigor e promete apurar conduta de conselheiro do Sport

Ex-BBB foi alvo de ataque homofóbico

Gil do Vigor com a camisa do Sport
Gil do Vigor foi presenteado pelo Sport - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 15/05/2021 às 10:00:00

A Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco (OAB-PE) divulgou uma nota, na noite da última sexta-feira (14), repudiando o caso de homofobia contra Gil do Vigor. Em um áudio viralizado nos aplicativos de mensagens, Flavio Koury ofende o economista, depois que o ex-BBB visitou loja e estádio do clube, em Pernambuco, e dançou sua famosa música Tchaki Tchaki, que o marcou no BBB21.

“Qualquer comportamento ou atitude que levantem a discriminação, de qualquer natureza, devem ser combatidos e repudiados. A manifestação do conselheiro do Sport Club do Recife em relação a Gil do Vigor, nesta sexta-feira, é, lamentavelmente, mais um capítulo da cultura de violência contra a comunidade LGBTI+”, declarou a entidade, que informou que vai apurar a conduta do advogado e conselheiro do clube.

O vice-presidente do time pernambucano, Carlos Frederico, também se posicionou e defendeu o ex-BBB. “O Sport Club do Recife é de todos. A falta de empatia e o preconceito estão levando nosso país ao caos. Estamos lascados! Gil do Vigor é e será sempre um legítimo representante das cores do Sport”, declarou.

“Um clube plural, do povo. A maior torcida do Norte/Nordeste. Não segregamos quem ama o Sport. Amamos quem ama o Sport. O amor que une nossa torcida ao clube é incondicional. Obrigado Gil, por levar o nome do Sport pra todo o mundo. Pelo Sport Tudo”, acrescentou.

O áudio que viralizou nas redes sociais saiu de um grupo entre conselheiros do clube pernambucano e rapidamente causou repercussão entre os torcedores de diversos times do Brasil. “1,2 milhões de visualizações. Arretado! 1,2 milhões de pessoas achando que o Sport só tem viado, só tem bicha. Vai vender é camisa. A viadagem todinha vai comprar… Vai ser lindo!”, disse um dos trechos.

"Se ele tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no bordel, eu não estava nem aí. Foi dentro da Ilha do Retiro, né rapaz? Isso é uma desmoralização! Isso é ausência de vergonha na cara. É isso que estamos vivendo. Não tem mais respeito por pai e filho. É a depravação. Isso é o retrato do que o PT deixou pra gente. É exatamente isso", afirmou Flavio em outra parte da mensagem.

O NaTelinha não conseguiu o contato de Flavio Koury para esclarecer os fatos.

Gilberto repudia ataques homofóbicos

Nas redes sociais, Gilberto repudiou o ataque homofóbico e avisou que tiraria o dia para espairecer, para não se machucar mais com as ofensas.

"Primeiro ataque homofóbico que me deparo após o BBB e posso garantir, ainda machuca MUITO! Mas sigo firme e providências serão tomadas. Tirando o dia off para não perder minha alegria por tudo que venho vivendo...... É muita dor!", escreveu Gil nas redes sociais.

Apesar do ataque, Gilberto vem seguindo em alta na Globo, na internet e na publicidade. Nesta semana, ele virou garoto-propaganda de marca de iogurte homônima. Além disso, o economista participará de debate na GloboNews.



Mais Notícias
Outros Famosos