Reportar erro
Polêmica

Samantha Schmütz rebate homenagem de Pugliesi a Paulo Gustavo: "Não foi a vontade de Deus"

Humorista ficou nitidamente incomodada com texto de influenciadora

Gabriela Pugliesi, Samantha Schmütz e Paulo Gustavo
Gabriela Pugliesi, Samantha Schmütz e Paulo Gustavo - Foto: Montagem/Reprodução
Redação NT

Publicado em 12/05/2021 às 17:04:14,
atualizado em 12/05/2021 às 17:19:31

A atriz Samantha Schmütz, amiga próxima de Paulo Gustavo, rebateu um comentário feito por Gabriela Pugliesi no dia da morte do comediante, há uma semana. A intenção da influenciadora era prestar uma homenagem ao artista que perdeu a batalha contra a Covid-19, após quase dois meses de internação.

“Se essa foi a vontade de Deus, o que me resta é te guardar no lugar mais especial e alegre do meu coração. Guardar seus conselhos, seus vídeos que sempre me faziam rir, sua alegria, sua generosidade que não cabe no mundo. Acho que é isso… O mundo não tem espaço para você. Talvez o céu tenha! Que sua passagem seja feita com toda a alegria que você nos fez sentir todos esses anos. Vou tentar não procurar explicação e orar para que sua alma vá em paz. Você merece descansar agora, lutou muito. Te amo, meu amigo. O mundo te ama. Vá em paz e fique com Deus. Com certeza, quando tudo isso acabar, nós vamos nos encontrar”, escreveu a musa fitness.

Ao se deparar com o texto, nessa terça-feira (11), a humorista se mostrou muito incomodada com uma expressão e ressaltou o fato do famoso não ter sido vacinado. “Não foi a vontade de Deus, não. Foi a falta de vacina”, disparou.

Samantha Schmütz rebate homenagem de Pugliesi a Paulo Gustavo: \"Não foi a vontade de Deus\"

Samantha Schmütz rebate homenagem de Pugliesi a Paulo Gustavo: \"Não foi a vontade de Deus\"

Samantha Schmütz ataca Bolsonaro após morte de Paulo Gustavo

No último sábado (08), a famosa se pronunciou sobre o falecimento de Paulo, que considerava como seu melhor amigo. Numa gravação, a atriz detonou o presidente Jair Bolsonaro pela demora da vacinação.

"Queria entender como que pode o chefe da nação (o presidente Jair Bolsonaro) na atual conjuntura imitar alguém com falta de ar. O que é que a gente está esperando pra fazer alguma coisa? Quem mais a gente vai esperar morrer? Quem mais o Brasil vai perder? Seja quem for. Que a mesma força que nos uniu no amor, em orações, nos una para tentar parar esse horror", começou.

Mais Notícias
Outros Famosos