Reportar erro
Luto

Morre Paulo Gustavo, após dois meses de luta contra a Covid-19

Humorista estava internado desde março

Paulo Gustavo morreu aos 42 anos em decorrência da Covid-19
Paulo Gustavo conquistou uma legião de fãs
Redação NT

Publicado em 04/05/2021 às 22:10:30,
atualizado em 04/05/2021 às 22:23:49

O humorista Paulo Gustavo morreu em decorrência de complicações da Covid-19 na noite desta terça-feira (04), no Rio de Janeiro. Ele tinha 42 anos e estava internado em estado grave no Hospital CopaStar, localizando na zona sul da cidade, deste o dia 13 março, há quase dois meses. O ator era casado há cinco anos com o dermatologista Thales Bretas e tinha dois filhos gerados por barriga de aluguel. Com 11 anos de carreira, Paulo ganhou projeção no país com o sucesso da personagem Dona Hermínia no filme Minha Mãe é uma Peça (2013). A sequência do longa produzida em 2016 está entre os cinco filmes mais assistindo na história do cinema nacional.

Em nota, a equipe do ator informou: "Às 21h12 desta terça-feira, 04/05, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da covid-19 e suas complicações. Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento".

Ao longo das últimas semanas, sua assessoria de imprensa, amigos e familiares foram atualizando seu estado de saúde. No início, foi informado que a internação era para se precaver e o quadro não era grave. Só que, com o passar dos dias, a situação foi se agravando, até que em 2 de abril, chegou um comunicado explicando que ele estava sendo tratado por ECMO (Oxigenação por membrana extracorporal) e o estado de saúde era crítico.

Paulo chegou a reagir bem ao tratamento e até interagiu com a equipe médica, mas seu caso continuou grave. Na última segunda (3), ele sofreu uma piora súbita, conforme relatou o boletim médico divulgado para a imprensa.

"Ontem à tarde, após redução dos sedativos e do bloqueador neuromuscular, o paciente acordou e interagiu bem com a equipe profissional e com o seu marido. À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa. Infelizmente, a situação clínica atual é instável e de extrema gravidade", disse o comunicado. Mesmo com todo o esforço, o humorista não resistiu e morreu.

Paulo Gustavo foi criado por uma família classe média de Niterói, no Rio de Janeiro, e estudou no Colégio Salesiano. Ainda na adolescência, revelou-se bissexual e, desde 2015, vive em um casamento com o dermatologista Thales Bretas, com uma cerimônia no Parque Lage que custou cerca de R$ 200 mil.

Em outubro de 2017, Paulo contou que ele e seu marido seriam pais de um casal de gêmeos, que receberiam o nome Gael e Flora, através de uma barriga de aluguel. Contudo, os bebês faleceram em um aborto espontâneo. Eles chegaram a pensar em desistir da paternidade, mas procuraram outra barriga de aluguel.

No dia 18 de agosto de 2019, ele fez uma postagem no Instagram e revelou que seus filhos, Romeu e Gael, nasceram de barrigas de aluguel diferentes. Apesar de ser apaixonado por crianças, Gustavo já confessou que tem medo de publicar muitas fotos dos meninos por causa de xingamentos que recebe nas redes sociais.

“As pessoas pensam em tudo, só não pensam no seu coração, na sua vontade de ser feliz, de construir uma família. Elas fazem uma loucura na sua vida mas não pensam em quem está por trás (...) Eu não posto toda hora (...) Mas eu sofro esse tipo de coisa. Tenho medo de postar e alguém atacar. Sou meio out de internet neste sentido”, afirmou em entrevista a Sabrina Sato, no canal do YouTube da apresentadora.

Paulo Gustavo e sua carreira

Morre Paulo Gustavo, após dois meses de luta contra a Covid-19

Paulo Gustavo passou a chamar a atenção no final de 2004, quando fez parte do elenco da peça Surto. Na ocasião, ele interpretou Dona Hermínia, personagem inspirada em sua mãe. Em 2005, intergrou a equipe de Infraturas e, no ano seguinte, lançou o espetáculo Minha Mãe É uma Peça.

A história conquistou milhares de pessoas e virou um filme em 2013, ganhando outras duas versões: 2016 e 2019. Como Dona Hermínia, Paulo ganhou milhões de fãs, bateu recorde de bilheteria no cinema nacional e ainda venceu um Prêmio Shell, principal premiação do teatro brasileiro.

Na TV, apresentou o 220 Volts, do Multishow e, em junho de 2013, passou a integrar o elenco do Vai Que Cola, um dos maiores sucessos da TV fechada naquele ano, tanto que ganhou um filme em 2015. Ele seguiu na atração até 2017, quando saiu para atuar no programa A Vila.

Antes da pandemia, estava previsto mais um trabalho como Dona Hermínia, mas agora em série. A produção estrearia no Globoplay no ano passado, mas as gravações não foram realizadas e o projeto precisou ser adiado.



Mais Notícias
Outros Famosos