Reportar erro
Problemas com o Leão

Além de Shakira: Sete famosos que já foram acusados de sonegar impostos

Alguns famosos tiveram problemas com a receita

Neymar, Deborah Secco e Nicolas Cage
Neymar, Deborah Secco e Nicolas Cage: os três já tiveram problemas com a Receita - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 23/04/2021 às 05:47:55

A cantora Shakira foi acusada de sonegar 14,5 milhões de euros, o que corresponde a quase 100 milhões de reais na cotação atual. Os valores referem-se entre os anos de 2012 e 2014. Ela alega que não passou período suficiente na Espanha para o pagamento de impostos, o que lhe livraria dessa obrigação. Outros famosos também já foram alvo do leão e tiveram que se explicar e até devolver quantias aos cofres públicos.

Shakira vai ter que provar o que está dizendo, que 90% de sua renda vem de outros países e que sua estrutura é familiar é diferente dos modelos convencionais. Para o fisco espanhol, a história é diferente, já que foram coletadas postagens da colombiana em redes sociais e estabelecimentos comerciais frequentados por ela, para provar que ela fixou residência sim na Espanha.

No mesmo país, Neymar e Lionel Messi já tiveram problemas. O primeiro joga atualmente na França, enquanto o argentino já ameaçou a mudar de ares por conta da pressão espanhola. No Brasil, Deborah Secco chegou a ser condenada a devolver R$ 159 mil aos cofres públicos pela sonegação de impostos. Relembre esses e outros casos.

Lionel Messi

O jogador do Barcelona e seu pai, Jorge Horacio Messi, sofreram três acusações de fraude fiscal. O hermano foi condenado em julho de 2016 e teve sua sentença confirmada em maio de 2017. O Supremo Tribunal da Espanha sentenciou que ele pagasse uma multa de 3 milhões de euros, equivalente a quase 8 milhões de reais na época.

Como se isso não bastasse, Messi também foi condenado a 21 meses de prisão, mas uma brecha na lei espanhola permitiu que ele cumprisse a sentença em liberdade por ter recebido uma punição menor que 24 meses e não ter antecedentes criminais.

A punição não teve reincidência, pelo menos por enquanto. De 2017 até junho deste ano, seu último contrato com o Barcelona, ele pagará 370 milhões de euros em impostos ao governo da Espanha, o que seria 2,5 bilhões de reais. É uma das pessoas físicas que mais contribuem no país.

Neymar Jr.

Figura carimbada na tela do SBT a partir de agosto, quando a emissora passará a transmitir a Champions League, Neymar começou a ter problemas com o fisco espanhol logo em sua chegada no país, em 2013. Quando acertou transferência para o Barcelona, declarou que foi contratado por 57,1 milhões de euros, ou 225 milhões na época.

No entanto, a história foi diferente: o ex-presidente do clube, Sandro Rosell, disse que o montante chegou a 86 milhões de euros (440 milhões). O Barcelona reconheceu seu crime de fraude fiscal e pagou uma multa de 5,5 milhões de euros.

No ano passado, em setembro, a Agência Tributária Espanhola publicou que Neymar devia 34,6 milhões de euros. No Brasil, responde a uma cobrança de 188 milhões de reais da Receita Federal. O caso está na Justiça.

Lindsay Lohan

Até a atriz Lidsay Lohan teve problemas com o Leão dos Estados Unidos. Em 2012, chegou a ter suas contas bancárias confiscadas pelo Internal Revenue Service (IRS), para que o governo pudesse recuperar o que ela devia. A dívida era de cerca de US$ 233 mil. Charlie Sheen ajudou a amiga lhe pagando US$ 100 mil da dívida.

Em 2018, a atriz também teve outros US$ 100 mil cobrados. A revista People informou que os valores são correspondentes aos anos de 2010, 2014 e 2015. Tudo foi quitado.

Deborah Secco

Em 2013, a atriz chegou a ser condenada a devolver R$ 159 mil aos cofres públicos. Ela, três parentes e a empresa com o nome Luz Produções Artísticas respondiam a um processo por enriquecimento ilícito e improbidade administrativa por desvio de verba pública. A empresa teria que restituir quase R$ 450 mil. Na conta de Deborah teriam sido depositados dois cheques.

No ano passado, após ofensivas da Receita Federal em cobrar impostos retroativos para quem tinha contrato de PJ (Pessoa Jurídica) com a Globo, Deborah explicou: "Com 8 anos eu já trabalhava. Fiz filmes, peças de teatro, campanhas publicitárias e coproduções de longas. E, para fazer tudo isso, no Brasil ou no mundo, tem que ser através de uma pessoa jurídica".

Ziraldo

Um dos cartunistas mais famosos do país também já teve problemas fiscais. Ele foi condenado em 2011 por improbidade administrativa e registro indevido de marca em eventos que ocorreram no estado do Paraná em 2003, por meio de verba pública. Após ter pegado 2 anos, 2 meses e 20 dias de prisão, houve uma multa de R$ 87,3 mil em substituição.

Em 2015, contudo, foi absolvido. Não ficou comprovado mau uso do dinheiro público ou algo que violasse os princípios da administração que poderia configurar improbidade.

Nicolas Cage

Um dos grandes astros do cinema de Hollywood também já teve altas dívidas com o Leão norte-americano. Em 2012, chegou a acumular uma dívida de US$ 13 milhões, e que já foi paga. Segundo o ator, a culpa é do antigo administrador de suas contas.

Recentemente, esteve em produções como A Ilha, A Sacada, Homens de Coragem, Fúria e o Assassino do Alaska. Nicolas completou 57 anos em janeiro e vive em Long Beach, nos Estados Unidos.

Ozzy Osbourne

O rei das trevas já teve alguns problemas com a receita dos Estados Unidos. Entre 2008 e 2009, ficou devendo ao Leão e seus débitos chegaram a totalizar US$ 1,7 milhão, colocando em risco seus bens acumulados ao longo de sua trajetória. Até mesmo sua filha Kelly chegou a dever US$ 30 mil aos cofres públicos em 2009.

Havia suspeita que a família teve problemas com os contadores responsáveis. Sheron chegou a se manifestar no Twitter, em 2011, dizendo que "não se pode confiar em ninguém além de você mesmo" e que a lição havia sido finalmente aprendida.



Mais Notícias
Outros Famosos