Reportar erro
E o decoro?

Saiba os artistas que aplaudiram Bolsonaro em discurso com palavrões e ataques à imprensa

Bolsonaro mais uma vez utilizou de palavrões para atacar quem cobre a política

Bolsonaro no microfone
Bolsonaro ataca e xinga a imprensa
Redação NT

Publicado em 28/01/2021 às 10:46:49

Jair Bolsonaro (sem partido) discursou em uma reunião repleto de artistas na última quarta-feira (27). O que seria para discutir possíveis soluções para setores de evento, turismo e gastronomia, ficou marcado pela educação que já é peculiar do presidente, que fez piada com a compra inflacionada de leite condensado e atacou a imprensa. Artistas como Naiara Azevedo e Sorocaba estiveram presentes aplaudindo aquele que recebeu gritos de "mito".

O almoço foi realizada na churrascaria Vila Planalto, em Brasília. Dentre os artistas, também estavam Amado Batista, Netinho e Rick, da dupla com Renner. Nomes como Mário Frias, secretário especial da Cultura, e Fábio Faria, ministro das Comunicações, também marcaram presença, desrespeitando protocolos básicos da OMS (Organização Mundial da Saúde), como o distanciamento social e uso de máscara.

Os artistas assinaram uma carta sinalizando apoio à Jair Bolsonaro e pontuaram demandas mais urgentes, de acordo com o deputado Daniel Freitas (PSL). "Chega de lockdown e medidas autoritárias. O trabalhador não pode mais ficar parado", opinou o político.

Sorocaba agradece Bolsonaro

O cantor Sorocaba foi um dos que agradeceu Bolsonaro. "É uma honra poder dar voz a um setor tão importante da nossa economia. Obrigado, Bolsonaro, por ouvir o que o setor de entretenimento tem para falar", escreveu ela numa das publicações.

Bolsonaro agradeceu o apoio dos artistas e recordou, sem nenhuma prova ou qualquer tipo de fundamentação, que havia uma ameaça socialista ou comunista nas eleições de 2018. "Quis Deus que o país acordasse. Há um mal que se aproximava, que é o socialismo, o comunismo, o fim da nossa liberdade", acrescentou ele.

Com uma postura que já tradicional, Bolsonaro atacou a imprensa, que noticiou a compra de leite condensado superfaturado nas contas de 2020. Cada lata, segundo dados do portal da transparência, custaram mais de R$ 160 - gerando um total de mais de R$ 15 milhões. "Quando eu vejo a imprensa me atacar, dizendo que comprei dois milhões e meio de latas de leite condensado, vai pra puta que pariu, imprensa de merda! É pra enfiar no rabo de vocês da imprensa essas latas de leite condensado", disse.

"Essas acusações levianas não levam a lugar nenhum e se me acusam disso é sinal que não tem do que me acusar (…) Isso não é mordomia, não é privilégio", continuou ele.



Mais Notícias
Outros Famosos