Daniel César
TVxTV

Atuação da Semana: Andrea Beltrão arrasa em Um Lugar ao Sol

Atriz tem uma personagem complicada e até chata em alguns momentos


Cena de Um Lugar ao Sol com Rebeca olhando para a câmera
Na novela Um Lugar ao Sol, Andrea Beltrão brilha como Rebeca - Foto: Reprodução/Globoplay
Por Daniel César

Publicado em 26/12/2021 às 06:22:11,
atualizado em 26/12/2021 às 11:22:01

Quando Um Lugar ao Sol estreou, muita gente percebeu a força do núcleo central, até porque personagens coadjuvantes demoraram um pouco para terem suas histórias contadas na trama de Lícia Manzo. Mesmo assim, logo que surgiu em tela, Rebeca ganhou olhares atentos, muito mais pela composição milimetricamente pensada por sua intérprete, Andrea Beltrão, que necessariamente pela construção da narrativa.

Embora o 'público de internet' esteja derretido por Rebeca, a personagem tem muitos elementos que poderia levá-la a sofrer rejeição do grande público. Suas constantes indecisões entre viver um grande amor ou não, seu cordão umbilical com um marido nocivo e até sua conturbada relação com a filha são pontos que deixaria na dúvida se a personagem não correria sério risco de ser rejeitada. 

Como a história de Rebeca é a melhor desenvolvida - depois do núcleo central - o risco era alto e, aparentemente a direção da novela pensou bem sobre isso. Tanto que escalou uma atriz do quilate de Beltrão para defender uma mulher complexa e que, nem sempre caminha pela linha de compreensão rápida que as novelas costumam ter para facilitar a vida do grande público.

E com um tom naturalista em que a interpretação passa muito mais pelo tom de voz que pela expressão facial, a atriz se entregou de corpo e alma. Em cenas em que ela precisa funcionar de escada para irmã Bárbara (Alinne Moraes), Beltrão faz com competência. Mas na história de Rebeca é que ela brilha com rara qualidade e desenvoltura, mostrando que entende perfeitamente os sentimentos e dúvidas da personagem.

Atuação da Semana: Andrea Beltrão arrasa em Um Lugar ao Sol

Rebeca continua sendo uma personagem chata em muitos momentos, muito mais pela escolha narrativa, já que sua história parece rodar, rodar e não sair do lugar. Se para uma trama longa isso incomoda, imagina numa história de pouco mais de 100 capítulos. Basta ver que, praticamente na metade de Um Lugar ao Sol, a filha de Santiago (Jose de Abreu) está exatamente no mesmo lugar que estava no primeiro capítulo.

Mas Andrea Beltrão dá de ombros para isso e se agarra aos sentimentos, ao que efêmero na vida de Rebeca e é assim que ela conquista um grande trabalho. A atriz demonstra o peso do sofrimento e das dores da vida com uma interpretação que não é viva, já que a personagem não é exatamente viva, mas passa longe de ser morta. Se a mulher é um zumbi por seus próprios medos, é um zumbi deslumbrante graças à atriz.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias