Daniel César
Reportar
erro
TVxTV

Atuação da Semana: Taís Araújo rouba a cena de novo em Aruanas

Atriz mostra que está no auge de sua forma em mais um trabalho


Cena de Aruanas com Taís Araújo
Taís Araújo brilha na volta de Aruanas - Foto: Reprodução/Globoplay
Por Daniel César

Publicado em 05/12/2021 às 08:01:13,
atualizado em 05/12/2021 às 08:44:53

São dias difíceis para os haters de Taís Araújo. A atriz voltou mostrando que está em forma e que domina a arte de interpretação como poucos nesta fase de sua carreira. Se alguém tinha dúvidas do retorno dela em Aruanas, na nova temporada da produção do Globoplay, ela brilha intensamente e segue comandando o quadrado mágico das mulheres defensoras do Meio Ambiente.

No primeiro ano da série, ainda num mundo pré-pandemia, a sensação que se tinha é que Taís havia compreendido perfeitamente a função artística e social de sua personagem, uma importante advogada de causas ambientais e se entregou de corpo e alma para viver uma espécie de Olivia Pope do bem e tupiniquim. Nesta segunda temporada tudo isso é levado à máxima potência.

Aruanas voltou tão bem quanto havia ido e não chega a ser uma surpresa, já que a produção caminha com naturalidade na militância sem se esquecer do básico de uma produção de dramaturgia: o drama. A carga dramática da série traz elementos poderosos e que não podem ser dispensados, não à toa Taís brilha porque ela sabe exatamente como conversar com o público que está acompanhando a trajetória de sua personagem na série original do Globoplay.

Taís Araújo interpreta personagem com importância histórica

Não é que as colegas de cena estejam mal, ao contrário, Debora Falabella segue construindo uma espécie de antagonista do bem com felicidade e Leandra Leal também mostra competência, assim como Camila Pitanga merece destaque. Mas Taís enche a tela porque empresta seu corpo e sua alma para este trabalho e não é exagero dizer que ela parece muito feliz em interpretar uma personagem com tamanha importância histórica.

Dona de tantas personagens fundamentais para a nossa dramaturgia, como Xica da Silva (Xica da Silva, 1997, na Manchete) e Maria da Penha (Cheias de Charme, na Globo, em 2012), para citar dois, ela se preparou para Aruanas. Talvez por compreender que este papel vai além das telas e tem uma representativa maior num momento em que o meio ambiente é destruído por falta de políticas governamentais. Taís brilha na série, brilha na tela e brilha na vida.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias